29 abr Finanças Pessoais

Sorte, dinheiro e sucesso! Você merece?

Você é uma pessoa de sorte? A resposta deve estar na ponta da língua, certo? Aguarde até o fim da leitura pra entender meu ponto de vista sobre a sorte e então responda novamente a pergunta. A minha resposta, se interessa saber, é bem semelhante à de muitos de meus espelhos profissionais: quanto mais me […]

por Conrado Navarro
há 7 anos

Dinheiro, sorte e sucesso!Você é uma pessoa de sorte? A resposta deve estar na ponta da língua, certo? Aguarde até o fim da leitura pra entender meu ponto de vista sobre a sorte e então responda novamente a pergunta. A minha resposta, se interessa saber, é bem semelhante à de muitos de meus espelhos profissionais: quanto mais me preparo, mais sorte eu tenho. Só assim consegui perceber que o segredo não está só no número de oportunidades que a sorte traz, mas na nossa capacidade de percebê-las.

A sorte pode estar batendo à sua porta agora mesmo e você insiste em não escutar a campainha tocando. É um novo investimento[bb] interessante apresentado por um amigo, uma nova chance de melhorar sua qualificação profissional. Você não liga, deixa para lá. Acontece. Mas será que as oportunidades realmente surgem do nada? Isso é ter sorte? Bem, na loteria pode até ser, mas no dia-a-dia, na vida, felizmente não é assim.

Sorte e sabedoria popular
Tomemos os sortudos como objeto de um pequeno exemplo. Estas pessoas preocupam-se mais com os pontos positivos da sorte. Ou seja, preocupam-se com os amuletos, mantras e superstições que atraem a sorte. Os que se julgam azarados preocupam-se mais em escapar dos objetos e superstições que repelem a sorte (quebrar espelho, por exemplo). Simplificando, os “azarados” preocupam-se mais com o azar do que com a sorte. Será que, por consequência, não atraem mais o azar do que a sorte?

Não que eu acredite e viva apenas alimentando a tão famosa Lei da Atração[bb], motivo de inúmeros livros nos dias de hoje. A verdade é que ser otimista e crer na possibilidade de criar meu destino me transforma em uma pessoa altamente sortuda. A atitude diante das peças da vida garante um fluxo constante de oportunidades. Lei da Atração ou não, o fato é: se não nos envolvermos com a nossa capacidade de criar oportunidades, nada vai acontecer.

Esse papo não tem muito a ver com dinheiro, não é?

Pois é, pra variar estou fugindo bastante do “economês”. A verdade é que cansei de escutar as pessoas me chamando de sortudo e resolvi estudar um pouco melhor a questão.

Percebi que muitos dos ricos são super “sortudos”, mas também sabem dar a volta por cima quando falta sorte, seja lá o que isso signifique para eles. Sempre aprendem e melhoram porque assumem que erraram. Então, sim, isso tem a ver com dinheiro. Qual a parcela de “sorte” que você costuma atribuir às suas finanças pessoais? Cuidado!

Se você anda se sentindo sem sorte, pare por alguns instantes e analise sua relação com ela. Você tem dado chance para que a sorte lhe presenteie diariamente? Traduzindo, você tem cultivado calorosamente suas amizades, lido/assistido o noticiário econômico do país, estudado alternativas de investimento e trabalhado seu relacionamento afetivo e profissional? Gilclér Regina fala sobre isso em um fantástico livro sobre a sorte!

Sorte é estar preparado!
Aprendi, ainda bem, que a sorte só aparece e se manifesta para quem está preparado. Até porque os despreocupados não notam a diferença entre sorte e azar, preferindo sempre aceitar uma situação negativa a ver nela uma chance de crescer. Sabe aquele sujeito tipo “se o dinheiro está rendendo aquele pouquinho ali, e dá um certo trabalho encontrar algo mais interessante, deixa pra lá”? Pois é, sorte, como o dinheiro, é para quem merece e corre atrás.

Não existe dinheiro fácil, amor perfeito ou felicidade enlatada. Não é preciso ser nenhum guru ou mestre da auto-ajuda para concluir isso. Winston Churchill, um lider que admiro bastante, proferiu uma frase muito interessante: “O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo”. Investiu e se deu mal? Azar? Nah, levante-se, aprenda com os erros cometidos e parta para o próximo negócio[bb].

Depois de já ter escrito tanto, será que ainda há espaço para uma pequena lista de diferenciais que procuro aplicar em minha vida, fundamentais para atrair mais sorte?

  • Aprenda e reaprenda constantemente. Quem não está disposto a aprender e a rever seus conceitos não terá seu lugar neste atribulado terceiro milênio. E não há sorte que resolva isso;
  • Cultive suas amizades com dedicação. A sorte se traduz em oportunidades. Aqueles que têm as melhores oportunidades são os que têm os melhores relacionamentos. Enxergue alguém “sortudo” que conhece e veja se não é verdade;
  • Sua prioridade na vida deve ser dada à qualidade de vida, começando por seu equilíbrio emocional. Se você não se conhecer bem e não estiver tranqüilo, não vai ouvir a campainha da sorte tocar, não vai ficar rico, nem vai alcançar seus objetivos;
  • Trabalhe pela sorte e ela trabalhará por você. Isto significa que a primeira coisa a fazer é dar-se permissão para alcançar a sorte e o sucesso, já que seus maiores inimigos são justamente seus próprios bloqueios;
  • Ajude os outros. Essa é a melhor forma de crescer e aprender. Contribua para o crescimento das pessoas que estão ao seu redor. Um dia você entenderá porque fez isso e será recompensado. E, quando isso acontecer, alguns dirão que foi só a sorte e você vai perceber que, definitivamente, a sorte só aparece aos preparados;
  • O otimismo contagia as pessoas e atrai a sorte. Seja uma pessoa positiva. Não culpe os outros pela sua infelicidade ou falta de sorte. Saia deste cômodo perfil e comprometa-se com a sorte. Tenha sempre tempo para tudo que quiser, inclusive ganhar e gerenciar melhor seu dinheiro;
  • Apaixone-se pelo dinheiro. Aprenda a contar suas vantagens, seus feitos e não apenas os seus problemas. Não passe os dias se queixando, erga a cabeça e prepare-se sempre para um dia melhor, mais rico. Esperar que seus problemas financeiros se resolvam sozinhos é abusar da sorte. E quanto mais você precisar de sorte, menos vai merecê-la.

Escrevi demais, admito. Mesmo com todas estas palavras sobre a sorte, ainda não ganhei na Mega-Sena. Aliás, nem uma simples rifa eu ganhei até hoje. Ainda bem que sorte não é só isso. O que é a sorte, afinal? Não sei, apenas compartilhei os pontos que fazem meu dia-a-dia ser cada vez melhor e facilitam bastante o surgimento de boas oportunidades, financeiras inclusive. É suficiente para mim.

Mas, claro, o segredo para o seu sucesso é não basear-se apenas em modelos de felicidade, como aquele artista que fez sucesso da noite para o dia. Será que foi só a sorte? Acredito que os que não merecem o sucesso não se mantêm lá por muito tempo. Lembre-se de não projetar expectativas nos outros, afinal, se a vida é sua, a sorte também é. De volta à pergunta: você é ou não é uma pessoa de sorte?

Crédito da foto para Marcio Eugenio.

Conrado Navarro

Educador financeiro, tem MBA em Finanças pela UNIFEI. Sócio-fundador do Dinheirama, autor dos livros "Dinheiro é um Santo Remédio" (Ed. Gente), “Vamos falar de dinheiro?” (Novatec) e "Dinheirama" (Blogbooks), autor do blog "Você Mais Rico" do Portal EXAME e colunista da Revista InfoMoney. No Twitter: @Navarro.

Leia todos os artigos de Conrado Navarro
Importante: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.
  • Mateus Lana

    Concordo com você. Uma velha que eu já escutei por ai é: “sorte = oportunidde + competência”. Exatamente isto.

  • http://glauribeiro.blogspot.com Glauciene

    Excelente texto! Concordo com todos os posicionamentos descritos no texto, e sim, sou uma pessoa de sorte! ;-)
    Abraços,
    Glau

  • http://www.webtoo.com.br Harlley

    Excelente post! Só uma sugestão, sem querer ser chato: estas imagens que vocês estão usando nos posts já estão bem batidas e repetitivas. As vezes acho que já li um post, só por causa da imagem.

  • João Henrique Amorim

    Então, jogar na mega-sena é um de seus investimentos?

    Bom artigo, espero que consiga “chacoalhar” alguém…

  • Carmen.

    Meu filho.

    Parabéns pela lucidez do raciocínio e clareza do texto.

    Resumindo, acredito que sorte seja o resultado de oportunidade, potencial e vontade, exatamente nesta ordem. Será?

  • Gledson

    O texto ficou muito bom. Venho acompanhando o Blog via RSS a algum tempo e é a primeira vez que comento. Tudo o que foi dito na postagem é a mais pura verdade!
    Contiuem assim e parabéns pelo Blog.

  • Brunno Sousa

    Partindo dessa ótica… não sou sortudo, ainda. Mas a maré está começando a mudar! Que Sorte! hehehe! Excelente texto! Comecei a acompanhar o blog agora!

  • http://www.yahoo.com.br Alexandre V Miguel

    Opa que sorte é esta! não sei como foi mas sei tambem que ele teve influência, não quero muito só um pouco

  • Pingback: Tweets that mention Sorte, dinheiro e sucesso: você merece? | Dinheirama - Economia, Investimentos e Educação Financeira ao alcance de todos -- Topsy.com()

  • Mãe Consumista

    Perfeito! Sempre escuto muito isso das pessoas, vc deu sorte na vida, mas a sorte e construída e merecida para quem a busca e cuida dela