16 jun Orçamento

Pare de tentar impressionar os outros e economize

Trocou de carro porque precisava ou para impressionar os outros? O consumo traz a necessidade de impressionar, o que prejudica o orçamento financeiro. O que fazer?

por Hotmar
há 4 anos

Pare de tentar impressionar os outros e economize!Muitas pessoas compram roupas não porque precisam substituir as que já têm, mas apenas para impressionar os outros. Muitas pessoas compram o último modelo de automóvel não porque necessitam substituir o atual, mas para impressionar os outros. Muitas pessoas compram – ou alugam – casas e apartamentos maiores não porque precisam de espaços maiores, mas tão somente para impressionar os outros.

Em todos esses casos, geralmente as pessoas se preocupam em impressionar pessoas que mal conhecem. Ou, pior, que simplesmente não conhecem. Com isso, perdem não só dinheiro[bb], que poderia ser gasto em coisas mais úteis, como também tempo, que poderia ser gasto em atividades mais gratificantes. Isso sem falar em energia, que poderia ser aproveitada para fins mais nobres.

Então aqui está uma dica que poderá fazer você economizar muito dinheiro. Essa dica se resume a seis palavras, que, interligadas, formam a seguinte frase: pare de tentar impressionar os outros. Quando você compra apenas para chamar a atenção de pessoas desconhecidas, para impressionar seus colegas de trabalho ou para chamar a atenção de seus vizinhos de condomínio, você está comprando por motivações erradas.

Não há nada de errado com a compra em si. Afinal, as compras podem ter sido realizadas para te recompensar por algo que você tanto almejava, e sobre isso inclusive já lancei meu olhar no artigo “Você compra para compensar ou para recompensar?”. O problema está localizado na finalidade da compra.

Infelizmente, vivemos numa sociedade dominada pela aparência, onde as pessoas querem ser valorizadas por aquilo que têm e não por aquilo que são. Quanto mais têm, mais chamam a atenção e mais aparentam ser pessoas bem-sucedidas. Afinal, se têm alguma coisa, é porque a compraram com dinheiro.

O que você não percebeu ainda é que no mundo há tanta gente querendo também te impressionar que elas mal notarão seus esforços em tentar impressioná-las. Não seja mais uma pessoa a figurar de modo passivo nesse círculo vicioso de completa futilidade. Impressione as pessoas pelo que você é e não pelo que você possui.

Foque seus esforços, concentre seu tempo e desenvolva suas habilidades[bb] na construção e transmissão de valores intangíveis, que o dinheiro não pode comprar: relacionamentos, caráter, honestidade, paixão por fazer aquilo que gosta, solidariedade, bondade, amor, compaixão etc. O leque é virtualmente infinito e depende apenas de você – e não daquilo que você tem no bolso. Desenvolva comportamentos positivos e seja lembrado pelas atividades que você realiza, não pelas coisas que você adquire.

No mundo, há opiniões que importam e opiniões que não importam. Você deve se concentrar no primeiro grupo, não no segundo. O problema é que as pessoas tentam impressionar os outros que se situam no segundo grupo. Raramente você vê um marido ou esposa que compra o carro apenas para impressionar o seu cônjuge.

Ele quer impressionar os vizinhos, colegas de trabalho, mas principalmente ele quer impressionar quem o vê no trânsito. Será que a opinião de todo mundo importa? É claro que não. Da mesma forma, a pessoa que compra roupas apenas para impressionar quem a vê andando na rua, estará gastando dinheiro à toa, pois a opinião das pessoas que estão na rua pouco importarão para ela.

Não centralize sua vida nas coisas que compra apenas para impressionar os outros, mas sim nos valores que podem influenciar positivamente a vida de todas as pessoas ao seu redor. Pense mais como um investidor[bb], preencha sua vida com mais sentido e menos coisas. E, quando for preenchê-la com bens, que seja um preenchimento conectado aos seus valores, feito de um modo equilibrado e para fins proveitosos – e não apenas para tentar impressionar os outros. Porque, afinal, eles já estão ocupados demais tentando te impressionar. Agindo assim, a sua vida fica mais leve. E o seu bolso também.

É isso aí! Um grande abraço e que Deus os abençoe!

PS: a fonte de inspiração para escrever esse artigo foi a dica de economia “pare de tentar impressionar os outros” contida na leitura do livro “Dinheiro e Vida” (Ed. Cultrix), de Joe Dominguez e Vicki Robin. Fiz uma resenha desse livro no meu blog Valores Reais.

Crédito da foto para freedigitalphotos.net.

Hotmar

Autor do blog Valores Reais, colaborador no blog Aquela Passagem e moderador dos fóruns PDA Brasil e Clube do Pai Rico

Leia todos os artigos de Hotmar
Importante: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.
  • Anônimo
  • http://ligadona.wordpress.com Alice Désirée

    Concordo que não devemos gastar para impressionar..O único gasto que eu faço pra impressionar, é apenas pra impressionar meu namorado, quando nós saimos juntos, fora isso compro só o que eu preciso mesmo. É tão difícil não comprar certas coisas. Mas quando você para pra refetir sobre a real razão pela qual você está gastado aquele dinheiro, aí sim percebe que não vale à pena gastá-lo.
    =1

  • Pingback: Tweets that mention Pare de tentar impressionar os outros e economize | Destaques | Dinheirama - Economia, Investimentos e Educação Financeira ao alcance de todos -- Topsy.com()

  • http://www.emersoncarvalho.com emerson

    Como diria meu professor: “A definição de Status: Comprar o que você não pode, com o dinheiro que você não tem, para impressionar quem você não gosta!”

  • Rosana

    Hotmar,
    Parabéns pelo excelente artigo!
    Querendo ou não, sempre seremos lembrados por quem somos e por como tratamos as pessoas no trabalho, na família e em nosso círculo social.
    Comprar somente para impressionar é pura perda de tempo, de dinheiro e de momentos felizes, pois enquanto estamos preocupados com isso, não percebemos os fatos agradáveis que acontecem em nossas vidas.

    “preencha sua vida com mais sentido e menos coisas.”
    Gostei dessa frase! Um dia a gente aprende que muitas vezes, menos é mais.
    Para mim, simplicidade é fundamental. No caráter e nos hábitos diários.
    Nossa sociedade está repleta de meios de diversão que as pessoas não tinham no século XIX. Não era para as pessoas estarem mais felizes com tanta comodidade, tanta diversão disponível e tanto conforto?
    Segundo especialistas, a depressão será a doença que mais incapacitará as pessoas para o trabalho nesse século. Qualquer ligação com a sociedade de consumo em que vivemos não é mera coincidência…

    Abraços e muito sucesso,

  • http://www.valoresreais.com/ hotmar

    Alice, parabéns pela disciplina no controle do orçamento doméstico! Saber identificar gastos e ajustá-los ao seu perfil de consumo é um dos passos fundamentais para uma vida financeira mais saudável.

    Emerson, essa é uma das melhores frases que resumem o que é consumismo! Obrigado por compartilhá-la conosco.

    Rosana, obrigado pelos comentários! Você abordou com absoluta precisão um dos fatores essenciais para uma vida mais significativa: simplicidade. Saber eleger prioridades é um dos grandes desafios desse século.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  • Pedro Jungbluth

    vale ressaltar que indústria automobilística nacional tem índices de lucratividade superiores até aos padrões europeus. Carros aqui são muito caros.
    Na Argentina, se compra um popular com motor 1.4 por 12 mil reais. A diferença não é só no imposto, pois qui carros inferiores custam no mínimo o dobro.
    A indústria vai batendo recordes de vendas todos os anos, a despeito dos momentos de crise. Assim, cada vez mais aumentam seus índices de lucratividade.
    O que oferecem em troca? carros inseguros, com mecânica antiquada que polui muito e gasta muito combustível, e desing sempre renovado, por que ssabem que o que motiva a compra do brasileiro é apenas como o carro será visto pelos outros.
    Os automóveis nacionais tem os piores níveis de acabamento interno, mas não passm um ano sem uma reformulação exterior.
    Se o brasileiro não começar a comprar carros de boa qualidade, e quando precisa deles, os abusos da indústria vão continuar.

  • http://www.valoresreais.com/ hotmar

    Pedro, ótimos comentários.

    Principalmente esse trecho:

    “o que motiva a compra do brasileiro é apenas como o carro será visto pelos outros”.

    A beleza estética superando os aspectos técnicos. Ou seja, a compra em detrimento da qualidade.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  • Pingback: Valores Reais » Por que é tão difícil investir na Bolsa com valores pequenos e de forma regular? Aqui estão 7 motivos.()

  • marcio alexandre

    Parabéns Hotmar!Excelente post.Muito obrigado pelo esclarecimento.Abç!

  • http://www.valoresreais.com/ hotmar

    Obrigado, Márcio!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  • Pingback: Valores Reais » Dois passos para que você solucione problemas de momento – inclusive na sua área financeira()

  • Pingback: Gastar menos do que ganha: regra de ouro das finanças pessoais | Orçamento | Dinheirama - Economia, Investimentos e Educação Financeira ao alcance de todos()

  • Pingback: Desafio “Viajando no tempo”: 7 links interessantes | Produzindo.net()

  • Diogo

    Quando chegamos a um estado de conforto e qualidade, não importa muito o que os outros possam pensar. O que mais conta é o que nos está mais próximo. Um dono de um Rolls-Royce de certa forma não somente quererá aparecer; a finalidade é focada no que o
    veículo oferece a quem dentro dele está.

    Diogo.

  • 1002746854

    Muito legal o artigo. Bem assim que as pessoas são.

  • Pingback: EduFin – Pare de tentar impressionar os outros e economize – Dinheirama()

  • 100002549051785

    Um dos melhores artigos que eu já li! Infelizmente ,é assim que caminha a humanidade.