02 jul Vida Sustentável

Caminhos perigosos: suicídio juvenil cresce no Brasil

Caminhos perigosos: suicídio juvenil cresce no país. Autoestima, frustrações e relacionamentos mais profundos e sinceros podem reverter o quadro e criar jovens mais sadios e bem-sucedidos?

por Bernadette Vilhena
há 1 ano

depressao-postEsse tema é árido e evitado pela maioria das pessoas. Uma pesquisa mostra que a taxa de suicídio entre jovens brasileiros teve um aumento de 30% nos últimos 25 anos. Fato preocupante.

Quais as razões? O que pode ser feito para reverter esse cenário? A troca de informações contribui para que esse tema deixe de ser tabu e possamos ficar mais atentos, pois podemos ter, bem próximo de nós, pessoas precisando de ajuda.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) diz que é possível prevenir 90% das mortes caso exista condições para ajuda. “Quem pensa em suicídio está passando por um sofrimento psicológico e não vê como sair disso. Mas não significa que queira morrer”, é o que podemos ler em matéria recente do UOL.

Nossos jovens andam por caminhos muito perigosos e, como consequência, temos fatos lamentáveis como estes apresentados aqui. É preciso desenvolver a autoestima, a e a busca pelo essencial. Está faltando afeto e olhos para o fundamental. Esse mundo maluco induz a erros sérios.

Os estudos mostram que as causas são múltiplas e combinadas entre si, entre elas está o novo modelo de sociedade cada vez menos solidária, onde os jovens sentem-se sozinhos mesmo com milhares de amigos em suas redes sociais.

Essas mesmas redes sociais acabam cobrando uma obrigação de “felicidade”, levando as pessoas a sentirem-se frustradas e tensas, sem perceberem que a vida real nem sempre é projetada na virtual. Outro fator importante é o aumento de depressão entre crianças e jovens. Tudo isso aliado ao consumo de álcool e drogas cada vez mais cedo.

Dinheiro X Vocação

O modelo consumista, onde o ter é cultuado, provoca uma onda de cobranças vazias vindas de todos os lados. O talento que cada um traz é sufocado caso não atenda aos modelos de sucesso profissional que infelizmente ainda são reconhecidos por uma alta renda mensal ou status no local de trabalho.

Diante das cobranças sutis do cotidiano, não só na esfera profissional, muitos dos jovens não assumem sua essência, tendo grandes chances da tristeza caminhar para a depressão.

Superficialidade X vazio existencial

A satisfação momentânea através de compras, bebida, droga e sexo fácil são buscados. Esse comportamento leva muitas pessoas a ingressarem em um ciclo vicioso em que não conseguem preencher os vazios existenciais. Vazios gerados pela baixa autoestima, distanciamento da condição existencial de Ser, incoerências entre sentir e agir e pouca atenção à espiritualidade.

Como educadora, entendo que um dos caminhos para diminuir as tristes estatísticas de suicídio passa por duas instâncias:

  • A primeira é a construção de um laço de afeto, atenção e confiança dentro da família;
  • O outro é o papel da escola como promotora da troca de informações sobre o tema com os pais através de palestras com especialistas como forma de prevenção e alerta.

Acredito que artigos como este contribuem para gerar uma discussão sobre esse tema delicado e urgente em nossos dias. Você tem algo a compartilhar conosco sobre esse tema? Deixe seu ponto de vista no espaço de comentários abaixo. Abraço e até a próxima.

Foto de freedigitalphotos.net.

Bernadette Vilhena

Pedagoga empresarial, consultora em diversas instâncias da prática educativa nas empresas e autora do livro "Dinheirama" (Blogbooks). Especialista em Gestão de Pessoas e estudos nas áreas de Ergologia, Gestão do Conhecimento e Educação no trabalho.

Leia todos os artigos de Bernadette Vilhena
  • 100000316943415

    Nossa Bernadette… não sabia que esse tipo de situação tivesse alcançado um crescimento tão expressivo. Penso que é bastante complicado e confuso para os jovens reverem sozinhos e definirem o que de fato é o sucesso. é um tipo de reflexão que contrasta fortemente o nosso mundo externo, regido pelas aparências, pelos sorrisos e olhares falsos e superficiais (muitos deles expressos nas mídias sociais – onde tudo é belo!)

    Eu mesmo, há algum tempo, tive um choque comigo mesmo sobre esse assunto; e confesso que ainda ‘vacilo’, pois, vez ou outra, sinto-me um pouco abatido, por ter o hábito de pensar no sucesso como retorno financeiro ou coisa do tipo. Sucesso financeiro é apenas uma parte do sucesso de caráter mais amplo. Mas levar essa consciência para o dia a dia é um trabalho árduo; quebra de paradigma e constante vigília até que o hábito mental se desfaça.

    Parabéns por abordar um tema tão espinhoso, mas extremamente relevante!

  • 100000316943415

    Nossa Bernadette… não sabia que esse tipo de situação tivesse alcançado um crescimento tão expressivo. Penso que é bastante complicado e confuso para os jovens reverem sozinhos e definirem o que de fato é o sucesso. é um tipo de reflexão que contrasta fortemente o nosso mundo externo, regido pelas aparências, pelos sorrisos e olhares falsos e superficiais (muitos deles expressos nas mídias sociais – onde tudo é belo!)

    Eu mesmo, há algum tempo, tive um choque comigo mesmo sobre esse assunto; e confesso que ainda ‘vacilo’, pois, vez ou outra, sinto-me um pouco abatido, por ter o hábito de pensar no sucesso como retorno financeiro ou coisa do tipo. Sucesso financeiro é apenas uma parte do sucesso de caráter mais amplo. Mas levar essa consciência para o dia a dia é um trabalho árduo; quebra de paradigma e constante vigília até que o hábito mental se desfaça.

    Parabéns por abordar um tema tão espinhoso, mas extremamente relevante!