Estamos acompanhando o movimento do governo do presidente Michel Temer em relação à ampla reforma da previdência social.  Se você tem menos de 50 anos, terá de obedecer às novas regras e será diretamente afetado.

O assunto está avançando e tomando corpo. Em breve será uma realidade. Você deve se preocupar com isso? Só se você depender apenas dela para o seu sustento.

A aposentadoria pública nunca deve ser sua única opção. Ela rende pouco em relação ao que você paga, e está sujeita a disputas políticas, que podem alterar as regras do jogo a qualquer momento.

Os valores atuais pagos ao aposentado brasileiro se mostram insuficientes para manter o seu padrão de vida. Nosso objetivo aqui é alertá-lo então a não depender do governo nesta missão, e mostrar boas saídas para você conseguir aproveitar um futuro tranquilo.

Não estamos dizendo que você tem que abrir mão da aposentadoria pública. Não, você não deve fazer isso. Veja ela como uma “sobremesa razoável”. Contudo, seu foco deve estar no “prato principal”.

Faça seu próprio plano de aposentadoria

Você já deve ter lido diversas vezes aqui no Dinheirama algo parecido com isso: “ninguém melhor do que você mesmo, para cuidar do seu dinheiro”.

Se é tão difícil ganhar dinheiro de forma honesta, e dispendemos tanto tempo para isso em nossa rotina diária, precisamos também reservar tempo para aprender a cuidar desse dinheiro.

Essa é uma responsabilidade de cada um de nós. Deixar isso nas mãos de outra pessoa ou instituição, sem compreender o que eles estão fazendo com o seu dinheiro, pode gerar sofrimentos num futuro próximo, e mais ainda no longo prazo (como é o caso da aposentadoria).

A informação é a sua melhor ferramenta para realizar um bom planejamento financeiro pessoal e familiar, visando tanto o tempo presente quanto o futuro e os possíveis imprevistos que poderão surgir.

Pensando nisso, preparamos mais um de nossos relatórios gratuitos, onde falamos sobre os famosos planos de previdência privada oferecidos pelos bancos, os PGBL e VGBL, e alguns perigos que eles apresentam.

Falamos também sobre os planos de previdência corporativos, aqueles que as empresas oferecem aos seus colaboradores como um benefício extra. Há coisas interessantes neste modelo.

Então, sem mais delongas, clique aqui para acessar o seu relatório gratuito. E lembre-se: O seu futuro interessa a você e a sua família. Por que terceirizá-lo?

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.