Um novo ano chegando e todos começamos a nos perguntar, o que virá pela frente? Podemos especular, fazer contas e planejamentos nas planilhas, mas a verdade é que não sabemos o que nos espera nos próximos anos.

O Relatório Focus divulgou recentemente uma projeção para a Selic ao final de 2017 de 10,50% ao ano, eles não costumam acertar, porém o mercado já trabalha com essas metas.

Sabendo que estamos em uma tendência de corte na nossa taxa de juros, vou listar para você os investimentos que podem ser os melhores do ano que vem.

Ebook gratuito recomendado: Do Endividamento ao Investimento

Tesouro Direto

O Tesouro Direto já virou um conhecido dos investidores que estão começando e talvez você tenha ouvido falar desse investimento. São títulos públicos, emitidos pelo Tesouro Nacional, com a garantia do Governo Federal e que pagam ótimas taxas.

Existem cobranças de Imposto de Renda sobre o rendimento desses títulos e uma pequena taxa de custódia, para manter os seus títulos guardados. Essa taxa varia de zero até 1% ao ano, bem abaixo de fundos de renda fixa ou da previdência privada, por exemplo.

Para investir nesses ativos é necessário um CPF válido e uma conta em uma corretora de valores, buscando as independentes de bancos, que oferecem sempre as menores taxas.

Após a abertura da conta na corretora, basta escolher os títulos do Tesouro que mais se encaixam com seus objetivos e comprar, acompanhando a evolução do seu investimento mensalmente e avaliando o cenário.

Leitura recomendadaOnde investir em 2017: perspectivas e recomendações

Certificado de Depósito Bancário

Esse é o famoso CDB. Muitas pessoas que possuem contas em bancos costumam conhecer esse investimento. O segredo é que investir através de uma corretora independente é ainda melhor. Por exemplo, a Rico.com.vc não cobra taxas para investimentos em renda fixa, que é o caso do CDB.

Fora as taxas zero ou muito baixas, corretoras independentes possuem ofertas muito mais atraentes, em termos de renda, do que os grandes bancos oferecem.

Caso você encontre um CDB pagando acima de 98% do CDI, pode ficar feliz, pois encontrou um ótimo negócio para sua carteira de investimentos em 2017.

Letra de Crédito

As letras de crédito são investimentos excelentes, muito semelhante ao CDB e que costumam pagar um bom retorno. Existem ainda as Letras de Créditos Imobiliárias e do Agronegócio, que são chamadas pelas siglas LCI e LCA, respectivamente.

Esses investimentos são isentos de Imposto de Renda, assim como a caderneta de poupança, porém seu rendimento é equivalente ao de muitos CDB, superando a poupança.

São ótimos instrumentos financeiros para planejamento de médio prazo, como aquisição de um carro ou uma casa, inclusive para manter o dinheiro de uma viagem ou intercâmbio.

E se você busca um investimento seguro, pois são garantidas pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em até 250 mil, esses são os ativos que precisa estar na sua lista.

Canal de áudios recomendado: DinheiramaCast, o seu podcast de educação financeira

Fundo de Investimento Imobiliário

Você gosta de imóveis e acha que são excelentes investimentos? Não tem dinheiro suficiente para comprar um apartamento para alugar ou não quer ficar com seu dinheiro preso por anos, esperando um locatário?

Uma alternativa para esses problemas são os Fundos de Investimento Imobiliário, conhecidos pela sigla FII. Os FIIs são fundos onde um administrador adquire empreendimentos inteiros, parte deles ou dívidas de construtoras, divide tudo isso em cotas proporcionais e vende na Bolsa de Valores.

A vantagem desse investimento é que paga um retorno mensal, livre de Imposto de Renda, direto na sua conta da corretora. É preciso avisar, no entanto, que esse é um investimento em renda variável, sujeito as variações do mercado para cima e também para baixo.

Para um investidor que aceita um maior risco, em troca de um maior retorno, os Fundos Imobiliários são boas opções dentro dos investimentos para 2017.

Com uma Selic em queda, inflação em ritmo de controle para o centro da meta, os imóveis tendem a se estabilizar ou mesmo valorizar, por isso, esse é um mercado que deve chamar a atenção no próximo ano.

Webcurso gratuito recomendado: Tudo o que você precisa saber sobre Tesouro Direto

Objetivos e Planejamento

Apresentei para você os 4 investimentos que devem ser considerados os melhores de 2017. Todos têm suas qualidades e defeitos, e agora é que entra a parte difícil.

Quando falamos de investimentos, uma coisa deve ficar bastante clara e ser pensada com calma: quais os seus objetivos e o seu perfil?

  • Você é uma pessoa que assume riscos e aceita perdas?
  • O dinheiro que pretende investir será para retirar em quantos meses ou anos?
  • Qual o retorno que você espera para o investimento?
  • O que você sabe sobre aquilo que está comprando?
  • E se todo o cenário brasileiro mudar, você tem um plano B?

Isso é o que falo sempre para meus alunos e alunas no curso Criando Futuro, onde ensino sobre investimentos e também trabalhamos as metas financeiras. No momento em que o seu objetivo estiver definido, tudo se torna simples.

Existem diversos investimentos no mercado financeiro

Os que te mostrei são alguns dos mais rentáveis e seguros. Tudo dependerá do que você busca. É possível mesclar, por exemplo, entre o Tesouro Direto, para uma reserva de dinheiro rápida e segura, junto com Fundos Imobiliários, visando renda mensal sem IR e provável valorização pela inflação dos imóveis dentro desses fundos.

Você pode ter dúvidas nesse momento, e isso é normal. Esse é um mundo novo e cheio de escolhas, vantagens, desvantagens; e o que está em jogo é o seu capital, que conquistou com suor e dificuldades.

O primeiro passo é definir os seus objetivos de curto, médio e de longo prazo, o que você quer comprar, pagar ou construir com esses investimentos e quais deles se encaixam nesses prazos.

Depois do objetivo chega a hora de colocar a mão na massa, separar os valores que se pode investir todo mês, depositar na conta da corretora e distribuir entre os produtos que decidiu.

Vídeo recomendado: Existe Valor Mínimo para Investir Todo Mês e se tornar um Investidor?

Estamos juntos nessa

Sei que pode parecer trabalhoso e até chato, mas te garanto que lá na frente tudo valerá a pena. Hoje, vivo dos meus investimentos na Bolsa de Valores e tudo isso se deve à disciplina, um pensamento forte e objetivos bem traçados.

Você pode começar com pequenos passos, abrindo uma conta em uma boa corretora, escolhendo um título bastante conservador como o Tesouro Selic e estudar durante esse meio tempo. Assim manterá sua vontade de mudar e não ficará no mesmo lugar.

Os investimentos são como bolas de neve que fazemos com um punhado de gelo. Amassamos bem para compactar e deixamos rolar por uma montanha congelada.

Essa pequena bola, bem prensada no início e ainda pequena, irá pegar cada vez mais volume conforme a mantemos na linha e nos livremos dos obstáculos a sua frente.

Quando chegar ao final dessa difícil jornada, aquela minúscula bola de neve não dependerá mais de nossos esforços e terá conquistado um tamanho enorme para continuar o seu trajeto sem que nada a derrube, virando uma avalanche.

Assim é a caminhada do pequeno investidor. Conforme você se mantém firme e investindo sempre que pode, seu patrimônio aumentará até o momento em que será o bastante para te manter sem mais nenhum valor novo.

Te desejo boas festas e que esse momento seja usado também para refletir sobre sua vida e investimentos, junto daqueles que ama. Abraços e até breve!

Bruno Papi
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários

  • Sérgio Dias

    Muito bom o artigo Bruno Papi, você tem a missão de levar conhecimento aos que ainda não se livraram da poupança e dos grandes bancos. Parabéns.

  • Siziomar Braga

    Muito bom Bruno!

  • Lord Hades

    Ótimo post Bruno!