Quando falamos de investimentos no mercado financeiro, a maioria das pessoas pensa em poupança e outros investimentos de renda fixa.

Exceto a poupança, temos realmente boas opções com títulos públicos, LCA, LCI, CDB e similares. O problema, é que muitas vezes os rendimentos não são suficientes para você ter lucros expressivos, pois você tem pouco dinheiro aplicado.

Temos duas saídas: aumentar o aporte nos investimentos de renda fixa, ou procurar investimentos que sejam mais lucrativos, para acelerar o crescimento patrimonial.

Há outro ambiente no mercado financeiro, que embora tenha crescido 17% na participação de pessoas físicas em 2016, ainda é pouquíssimo explorado por este público. Estamos falando da bolsa de valores.

Apesar de ser um ambiente de maior risco, há diversos tipos de operações financeiras que podem ser realizadas por lá. Algumas de altíssimo risco, e outras com um ótimo controle de riscos.

Além disso, há também estratégias que visam desde o curtíssimo prazo até períodos de anos ou décadas, quando, por exemplo, pensamos em aposentadoria.

E há também a possibilidade de investirmos na bolsa e recebermos uma renda regular, mesmo sem vendermos as ações das empresas que compramos!

Empresas que depositam dinheiro na conta de seus acionistas

Você já deve ter ouvido falar de dividendos. Eles são uma porcentagem dos lucros de algumas empresas listadas na bolsa de valores, que são depositados para os acionistas.

Quanto mais ações de determinada empresa, mas dinheiro você recebe em dividendos. Eles funcionam como se fossem uma renda extra, que você poderá utilizar tanto para reinvestir e comprar mais ações, como para desfrutar da compra de bens e experiências.

Existem alguns investidores muito bem sucedidos na bolsa de valores, que utilizam esta estratégia. Eles estão sempre comprando ações de empresas que pagam bons dividendos, e sempre reinvestem o valor recebido comprando mais ações.

O maior desafio é saber quais são, no momento, as melhores empresas pagadoras de dividendos, pois o mercado da renda variável é muito dinâmico.

Leitura recomendada: Essas empresas vão depositar dinheiro na sua conta

Um dos fatores para você ter sucesso é comprar ações no melhor momento possível, ou seja, quando ações boas estão sendo negocias por preços bem abaixo de seu real valor.

Quais são hoje as melhores ações pagadoras de dividendos?

Saber isso não é uma tarefa tão simples, mas é possível. Requer muito tempo de estudo e análises financeiras. É algo, inclusive, inviável para a maioria das pessoas.

Grandes investidores possuem equipes de analistas financeiros dedicados e trabalhando exclusivamente para eles. Isso é algo oneroso, mas que eles podem pagar, pois são donos de grandes fortunas.

Agora imagine você ter uma equipe dessas trabalhando para você. É exatamente isso que fazemos na Empiricus.

Somos uma casa de análise de investimentos, totalmente independente, e que trouxe ao pequeno investidor, como você, a possibilidade de ter acesso às informações que antes só estavam disponíveis aos grandes investidores.

Voltando ao assunto principal, preparamos um texto mais detalhado, para você aprender mais sobre as melhores ações geradoras de renda (dividendos). Clique aqui para acessá-lo. Continuaremos nossa conversa por lá.

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.