Olá amigo leitor do Dinheirama! Vamos aprender mais um pouco sobre a Bolsa de Valores? Temos provado dia após dia que a análise gráfica de ações e índices funcionam demais.

Padrões gráficos repetitivos interpretam a briga entre compradores e vendedores. Monitorando esses gráficos, identificamos o “lado” que o mercado sinaliza “querer ir”.

Mas o que poucos sabem é que também podemos utilizar os gráficos para identificar a direção do dólar, ajudando quem pretende viajar ao exterior, ou mesmo quem tem uma dívida futura a vencer na moeda norte-americana.

Vejamos primeiro um resumo sobre análise gráfica, também conhecida como análise técnica, para em seguida aplicarmos ao dólar.

Resumo da análise gráfica

A Análise Gráfica, também conhecida como Análise Técnica, é uma ferramenta utilizada por investidores e traders para o estudo do mercado de renda variável (como o de ações). A Análise Gráfica pode ser definida como o estudo dos preços.

Os analistas técnicos baseiam-se na premissa de que todas as informações estão representadas nos gráficos, e traduzem o comportamento do mercado.

Então eles avaliam, a partir dos gráficos, a participação dos investidores (fundamentalistas, insiders, amadores, etc) que influenciam na formação dos preços.

Algumas vezes eles preferem até mesmo não ter contato com notícias, pois consideram que elas podem influenciá-lo a atribuir um peso maior a uma informação já refletida no gráfico.

Plataforma de investimentos recomendada: Rico – A sua plataforma de investimentos completa, ágil e segura

Principais conceitos da análise gráfica

  • O preço de mercado representa um consenso, onde há um equilíbrio entre a oferta e a demanda da ação. Com isso, o preço desconta todos os fatores possíveis (fatores macroeconômicos, fundamentalistas, políticos, psicológicos etc.);
  • Os preços formam-se dentro de tendências, ou seja, ocorrem períodos em que os preços oscilam segundo uma tendência de alta, de baixa ou lateral;
  • Certos níveis de preços são “gravados” pelo mercado, como por exemplo, topos e fundos, onde exercem forte resistência ou suporte para o avanço dos preços, mas que se rompidos, serão geralmente ultrapassados com grande intensidade;
  • A história se repete, e com isso os padrões gráficos são identificáveis. Eles refletem padrões comportamentais como: ganância, medo, euforia e pânico, sempre presentes na natureza humana.

Bolsa de Valores: saiba se o Dólar está em tendência de alta ou baixa

Notem na figura acima, como acertei “na mosca” a compra e venda do Dólar, durante nosso programa ao vivo aqui na Rico.com.vc. E o argumento técnico em ambas as recomendações foi o mesmo, chamado de Rompimento de Triângulos.

E para 2017, o que vejo no dólar? Temos, para este começo do ano, tendência de baixa, com um teste importante em um suporte que, se perdido, já poderá “escorregar” rapidamente para baixo de R$ 3,00.

Em outras palavras, mesmo sem uma figura interessante como triângulos ou bandeiras, temos a leitura da tendência, e de importantes níveis testados e perdidos.

Bolsa de Valores: saiba se o Dólar está em tendência de alta ou baixa

Convite

Se você não compreendeu alguns dos termos aqui utilizados, ou mesmo se já tem intimidade com eles, mas deseja se aprofundar em operações na Bolsa de Valores de forma profissional, tenho um convite:

Acompanhe meu trabalho no programa Ponto a Ponto, que é uma sala online gratuita, onde ensino e realizo operações durante todo o pregão da bolsa.

Repito, é gratuito, sendo necessário apenas que você abra sua conta na corretora, que é algo simples e feito pela própria internet. Clique aqui para fazer sua inscrição, e nos vemos lá no Ponto a Ponto! Forte abraço!

Nota: Esta coluna é mantida pela Rico.com.vc, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Leandro Martins
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários