Agora você confere as principais notícias de 10/01/2017, Terça-feira.

Para Temer, queda da inflação permite que juros recuem e investimentos voltem

Em discurso durante entrega de ambulâncias do Samu em Esteio, no Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (9), o presidente Michel Temer destacou a queda da inflação no País e a possibilidade do quadro gerar novos investimentos.

Ele disse que quando a inflação cai, permite que os juros caiam “responsavelmente” e investimentos sejam retomados.

O presidente afirmou que, quando assumiu a Presidência, o índice de inflação prevista para 2016 era de 10,70%: “Nós entregamos no ano que terminou a inflação com 6,70%. Baixamos quatro pontos na inflação em seis meses“, destacou.

Temer citou ainda que “certa e seguramente”, com inflação caindo, os juros poderão cair “pouco a pouco” e incentivar novos investimentos.

Podcast recomendado: Por que os juros ao consumidor no Brasil são tão altos

Cármen Lúcia suspende trâmite da ação que discute bloqueio de contas do Rio

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, atendeu a um pedido da Advocacia-Geral da União e suspendeu o andamento da ação em que o Estado do Rio de Janeiro pede ao STF que impeça o bloqueio de recursos dos cofres estaduais.

O principal motivo são as tratativas em andamento entre o governo fluminense e o ministério da Fazenda para chegar a um acordo de recuperação fiscal do Estado.

A decisão da ministra, que salienta a “busca de solução consensual para o conflito apresentado“, não suspende os efeitos das duas liminares concedidas na semana passada pela própria Cármen Lúcia, que impediu o governo federal de realizar saques no valor total de R$ 374 milhões das contas do Estado para compensar as garantias pagas pela União depois de o governo fluminense ter dado o calote em algumas de suas dívidas.

Brasil espera que fundo de US$ 20 bi financie obras a partir de março

Brasil e China esperam que um fundo conjunto de US$ 20 bilhões comece a financiar projetos de infraestrutura no Brasil a partir de março, o que inclui ofertas em leilões de concessões de ativos como estradas, portos, aeroportos e operações logísticas.

O secretário de assuntos internacionais do Ministério do Planejamento, Jorge Arbache, disse que os países querem que o fundo, criado no ano passado, financie a construção de ferrovias que liguem áreas produtoras de soja e milho do Brasil com portos exportadores. A China é a maior compradora de grãos brasileiros.

Ebook gratuito recomendado: Ter uma Vida Rica Só Depende de Você

Trump elogia Ford e Fiat Chrysler por anúncios de investimentos nos EUA

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, elogiou a Ford e a Fiat Chrysler nesta segunda-feira (9) por anunciarem novos investimentos no país após ter feito da produção americana de veículos parte importante de sua campanha.

A Ford anunciou na semana passada que vai abandonar planos para construir uma fábrica de US$ 1,6 bilhão no México e que vai investir US$ 700 milhões ao longo de quatro anos em numa planta no Estado americano de Michigan.

No domingo, a Fiat Chrysler anunciou que vai investir US$ 1 bilhão e criar 2.000 empregos em fábricas do grupo em Ohio e Michigan que vão montar um novo utilitário esportivo e picapes.

Ambas as companhias disseram que tomaram as decisões por razões de negócios e não por causa da pressão de Trump, mas elogiaram o presidente eleito por buscar melhoria no ambiente para empresas operarem nos EUA.

Mercado Financeiro

A maioria dos analistas acredita, que na reunião do COPOM dessa semana, haverá um corte maior na taxa Selic como uma forma de acelerar o crescimento da economia.

O Ibovespa, principal benchmark da Bolsa de Valores de São Paulo, operava às 11h35 em alta de +0,98%, com 62.302 pontos. O dólar apresentava baixa de -0,13%, sendo negociado por R$ 3,19.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários