Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Educação Financeira: seu comportamento é sua definição de riqueza

Neste artigo falarei de algo muito importante e que talvez você não se conta de forma tão consciente: muitas coisas do nosso dia a dia influenciam nosso comportamento em relação ao dinheiro.

Lembra da barriga da mamãe? Sofremos influências do ambiente que nos cerca desde bebês e respondemos a elas conforme o tipo de estímulos que recebemos.

Clique aqui para ler o post completo

Comprar por impulso: como lidar com este tipo de comportamento?

Sabe aquele tipo de pessoa que se encanta instantaneamente por alguma coisa e quer comprá-la na hora? Que em cinco minutos inventa uma necessidade incrível de adquirir um objeto que depois vai ficar encostado, mas que, fazer o quê, ela realmente precisa dele? Pois é, esta pessoa não sou eu.

Pode até parecer ambíguo eu estar escrevendo sobre o assunto, mas a questão é que, apesar de não costumar comprar por impulso, já tive algumas reações do tipo que me custaram bem caro; numa delas, por exemplo, comprei o carro que tenho até hoje! E você? Já fez estripulias financeiras em compras impulsivas?

Clique aqui para ler o post completo

5 imagens que vc precisa ver antes de fazer o resgate do seu FGTS

Como todos sabem, nesta sexta-feira, dia 10, começará a corrida pelos saques do FGTS para os que possuem contas inativas até dezembro de 2015. Para consultar se você terá direito a algum valor, basta acessar o site da Caixa Econômica Federal clicando aqui.  Você precisará ter em mãos o número do PIS/PASESP/NIS.

Agora em março, terão direito ao resgate, as pessoas que fazem aniversário em janeiro e fevereiro.

Clique aqui para ler o post completo

3 Erros que afastam você da Felicidade Financeira

Pobreza não é sinônimo de tristeza! Faço questão de começar meu texto com essa afirmação taxativa. Você, caro leitor, certamente conhece muita gente com poucos recursos que vive feliz e com muita dignidade.

Acontece que em muitos casos, os erros são cometidos por pessoas que acham que estão fazendo as coisas certas. A intenção faz diferença, mas só ela não é suficiente para colocar as finanças em ordem.

Clique aqui para ler o post completo

Quem não agrada um chefe, nunca vai agradar um cliente

Sim, eu sei, o título é generalista. Todos conhecemos ou já tivemos chefes que são intragáveis. Para estes chefes, não importa o que você faça, o serviço sempre estará incompleto e imperfeito.

Mesmo ao superar o escopo ou as expectativas com relação à tarefa designada a você, na visão do chefe ingrato você não terá feito nada mais que a sua obrigação. O salário, as recompensas e reconhecimentos são os mesmos para as atividades (e funcionários) medianos, com relação aos excepcionais.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários