Agora você confere as principais notícias de 21/04/2017, sexta-feira.

Petrobrás anuncia aumento do preço da gasolina

A Petrobrás anunciou nesta quinta-feira (20), a decisão de elevar os preços da gasolina e do diesel nas refinarias. A partir desta sexta-feira, 21, a gasolina terá um reajuste de 2,2%, em média, e o diesel, de 4,3%. O impacto para o consumidor final é estimado em 1,2%, ou R$ 0,04 por litro, para a gasolina, e 2,9%, ou cerca de R$ 0,09 por litro, para o diesel.

De acordo com o último levantamento de preços da Agência Nacional do Petróleo (ANP), divulgado nesta quinta-feira (20), o preço médio da gasolina ao consumidor no País ficou em R$ 3,639 na última semana. O do diesel comum, em R$ 3,018.

Webcurso gratuito recomendado: Tudo o que você precisa saber sobre Tesouro Direto

Dólar tem maior valor em 1 mês; Vale sobe mais de 5% e Bolsa ganha 0,56%

O dólar comercial fechou em alta de 0,34%, a R$ 3,15. É a maior cotação desde 14 de março (R$ 3,17).

A valorização da moeda americana foi contida pela rolagem de mais de 16 mil contratos de swap cambial que vencem em maio, no montante de US$ 800 milhões. A operação, realizada pelo Banco Central, equivale à venda futura de dólares.

O Ibovespa fechou em alta de 0,56%, aos 63.760 pontos. O giro financeiro foi de R$ 6,6 bilhões.

Ferramenta recomendada: Super planilha para seu controle financeiro

Consumidores e firmas pagaram mais de R$ 50 bilhões em juros em fevereiro

Consumidores e empresas pagaram, somente em fevereiro deste ano, mais de R$ 50 bilhões em juros, informou nesta quinta-feira (20) o Banco Central.

O pagamento de juros ultrapassou esse patamar de R$ 50 bilhões mensais em meados do ano passado, de acordo com dados da autoridade monetária.

O número foi divulgado porque o BC informou que passará a informar, todos os meses, um novo indicador de juros, o ICC (Indicador de Custo do Crédito), que leva em conta não somente a taxa dos novos empréstimos concedidos a cada mês, mas também o custo do crédito de todo o sistema, o chamado estoque ou saldo.

Palestras gratuitas recomendadas: Conrado Navarro e convidados falam sobre finanças pessoais e empreendedorismo

Após respiro em fevereiro, Brasil perde 63,6 mil vagas de emprego em março

O Brasil voltou a perder postos de trabalho com carteira assinada em março, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No mês passado, o saldo líquido de contratações e demissões ficou negativo em 63.624 vagas. No primeiro trimestre, houve encerramento de 64.378 mil postos de trabalho.

Em fevereiro, o emprego formal quebrou uma série negativa de 22 meses, com a geração de 35.612 postos de trabalho. O dado foi anunciado pelo próprio presidente Michel Temer.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários