Agora você confere as principais notícias de 16/06/2017, sexta-feira.

Em caso de denúncia contra Temer, Congresso pode suspender recesso, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), afirmou nesta quinta-feira (15), que existe a possibilidade de o Congresso Nacional suspender o recesso parlamentar para analisar um eventual pedido de denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. Maia afirmou que, em sua opinião, essa questão pode, sim, justificar uma suspensão do recesso. Ele explicou que isso seria definido numa consulta ao plenário.

“É meio óbvio. Se tem uma denúncia contra o presidente que precisa ser votada… Aí, de repente, tem o recesso e para (a eventual votação) por 15 dias. Vamos voltar a tratar disso depois de 15 dias? Parar no meio do recesso, é claro que não tem condição. Tem que começar (uma eventual discussão sobre esse assunto), tendo início meio e fim. Para o Brasil, isso é fundamental”, disse.

Nesta quinta, o presidente da Câmara afirmou, no entanto, que essa decisão não depende apenas dele. “Isso não depende do presidente da Câmara, mas do plenário. Vamos aguardar. Estamos ainda na fase das hipóteses. Quando acontecer tratamos do resto”, disse.

Palestras gratuitas recomendadas: Conrado Navarro e convidados falam sobre finanças pessoais e empreendedorismo

Amigo foi cobrado por reforma de imóvel da filha de Temer

A Polícia Federal encontrou uma cópia de e-mail na casa do coronel João Baptista Lima Filho, amigo do presidente Michel Temer (PMDB), com sinais de que ele cuidou de pagamentos da reforma de um imóvel de Maristela, uma das filhas do presidente.

O documento de 2014, enviado por um arquiteto, cobra de Lima o valor de R$ 44.394,42 pela obra.

O coronel aposentado da PM, aliado do presidente há mais de 30 anos, é investigado pelo Supremo sob suspeita de atuar como laranja dele. Segundo a delação da JBS, Temer indicou o coronel para receber R$ 1 milhão dos R$ 15 milhões que a empresa destinou para o caixa dois da campanha dele em 2014.

Na mensagem apreendida pela PF, o arquiteto Luiz Visani, da Visani Engenharia, informa a mulher do coronel, Maria Rita Fratezi, sobre os pagamentos que devem ser feitos em novembro de 2014.

Arrecadação recua 3% em maio e amplia dúvidas sobre retomada

A arrecadação federal em maio caiu 3% em relação ao mês de 2016, segundo dados pesquisados pelo Ibre (Instituto Brasileiro de Economia), da FGV, no Siafi, o sistema que acompanha as contas do governo em tempo real.

O resultado é mais um que joga dúvidas sobre a recuperação da economia e pesa contra o cumprimento da meta fiscal deste ano.

A queda foi influenciada pela forte redução na arrecadação do IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido). Os dois tributos sobre os ganhos das empresas recuaram 12,1% e 17%, respectivamente, ante maio de 2016.

A expectativa era que esses tributos tivessem um desempenho melhor em maio.

eBook gratuito recomendado: Finanças Pessoais para Mulheres

No 5º ano de prejuízo, Correios projetam rombo de R$ 1,3 bi em 2017

Os Correios devem fechar 2017 com prejuízo de R$ 1,3 bilhão, segundo projeção do presidente da estatal, Guilherme Campos, apresentada em uma reunião na última terça-feira (13), no Palácio do Planalto. Se confirmada, será o quinto ano consecutivo em que a companhia, que foi palco inaugural do mensalão há mais de dez anos, fechará no vermelho. Nos primeiros quatro meses deste ano, o prejuízo acumulado é de R$ 800 milhões.

Para tentar reverter a crise, Campos propõe alterar o plano de saúde dos funcionários. A ideia é que a empresa, que hoje custeia, em média, 93% dos planos de funcionários, estendendo o benefício a cônjuges, filhos e pais, concentre-se em pagar 100% do benefício, porém apenas para funcionários ativos e aposentados, excluindo parentes.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários

  • Zack A.

    VERMES POLÍTICOS… NEFASTOS MARGINAIS. A Justa Justiça vai lhes condenar devidamente.