Chegamos a mais uma de nossas colunas semanais sobre mundo digital, tecnologia e empreendedorismo.

Nosso destaque é a declaração de Elon Musk afirmando que Mark Zuckerberg seria ingênuo sobre a hipótese de robôs assassinos. Acompanhe!

Elon Musk diz que Mark Zuckerberg é ingênuo sobre robôs assassinos

O presidente-executivo da Tesla Elon Musk insultou o rival Mark Zuckerberg em um debate entre dois influenciadores da tecnologia sobre se os robôs se tornarão inteligentes o suficiente para matar seus criadores humanos.

“Sua compreensão do assunto é limitada”, disse Musk no Twitter ao fundador do Facebook, cujo algoritmo e outras tecnologias revolucionaram as redes sociais e conquistaram mais de 2 bilhões de usuários ativos por mês.

Anteriormente, Zuckerberg havia sido questionado sobre os pontos de vista de Musk sobre os perigos representados por robôs. Em sua resposta, Zuckerberg refutou a ideia de “negadores”, cujos “cenários apocalípticos” são “irresponsáveis.”

Zuckerberg e Musk, que também é presidente-executivo da empresa de foguetes espaciais SpaceX, têm debatido à distância nos últimos dias sobre os perigos da inteligência artificial (IA).

Os dois discordam sobre a necessidade de uma regulamentação governamental mais rígida para a tecnologia.

Ferramenta recomendada: Super planilha para seu controle financeiro

Microsoft mantém Paint depois de expressões de apoio dos usuários

O Microsoft Paint não será eliminado, afinal.

Depois de protestos de muitos aspirantes a artista digital, a Microsoft mudou de ideia e anunciou que não descontinuaria o programa clássico. Em lugar disso, a empresa anunciou que ele passará a ser oferecido em forma de app na loja Windows.

“O MS Paint não vai desaparecer”, anunciou Calli Rose, porta-voz da Microsoft, via e-mail. “Além de novas capacidades 3D, muitos dos recursos que as pessoas conhecem e admiram no MS Paint, como edição de fotos e criação de imagens 2D, estarão disponíveis no Paint 3D —o novo app de criatividade disponível gratuitamente como parte da atualização Windows 10 Creators. No futuro, o MS Paint será oferecido na Windows Store, também gratuitamente, e continuaremos a oferecer atualizações e novas experiências no 3D, para que as pessoas tenham as melhores ferramentas de criação em um só pacote”.

O recuo aconteceu depois que a informação de que a Microsoft planejava retirar o Paint de seu acervo de software se espalhou na segunda-feira. O programa se tornaria parte de uma lista de recursos “depreciados” que ainda constariam da atualização Windows 10 Creators, que sairá no final do ano, mas a nova classificação significaria que o programa não seria mais atualizado e terminaria descontinuado.

eBook gratuito recomendado: Finanças Pessoais para Mulheres

Lucro do Google despenca com multa bilionária na Europa

A Alphabet, holding que controla o Google, teve a maior queda no lucro em quase uma década, resultado da multa recorde imposta pelas autoridades regulatórias europeias contra a empresa.

O Google foi multado em € 2,4 bilhões , sob a acusação de favorecer ilegalmente seu mecanismo de comparação de preços de produtos.

Com a multa, o lucro da Alphabet caiu 28% no segundo trimestre, para US$ 3,5 bilhões. Foi a maior queda no lucro da empresa desde o quarto trimestre de 2008, quando a economia global começava a sentir mais fortemente o efeito da crise que começou nos EUA e logo se espalhou pelo resto do mundo.

Retirando os valores da punição da UE (da qual o Google ainda está recorrendo), o ganho da Alphabet teria crescido 28% em relação ao segundo trimestre do ano passado, para US$ 6,3 bilhões.

A receita alcançou US$ 26 bilhões, superando a estimativa de analistas.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários