Cada vez mais os investidores buscam maneiras de se proteger contra a estabilidade política no Brasil. A cada novo escândalo a economia sofre solavancos e assuntos importantes como as reformas ficam para parados.

Foi assim com o escândalo do mensalão, operação Lava-Jato e seus desdobramentos e mais recentemente a delação do empresário Joesley Batista que acertou em cheio o presidente Michel Temer.

A instabilidade reinante por aqui deixa todos os brasileiros que investem no mercado de ações reféns do noticiário político.

É possível investir em ações americanas

O que pouca gente sabe é que é sim possível investir no mercado de bolsa dos EUA. A ideia não é simplesmente desistir das empresas listadas em bolsa no Brasil, afinal existem por aqui ótimas opções, mas encontrar uma maneira de conseguir rentabilidade e também diversificar.

Aqui na Empiricus, fazemos questão de apresentar as pessoas opções que de fato possam aumentar o leque de possibilidades de bons investimentos e também mostrar alternativas que garantam um proteção contra as incertezas de nosso país.

Oportunidade: Invista em ações de empresas americanas e construa seu patrimônio e dólar

Infelizmente, as instituições financeiras brasileiras, por decisão do Banco Central estão impedidas de aplicar ou promover investimentos no exterior para seus clientes, mas existem formas de investir lá fora, de maneira legal e conseguir bons rendimentos.

Conheça aqui uma maneira legal de investir na bolsa americana

Sim, você pode investir na bolsa americana e nós te ajudaremos a fazer isso de forma legal e ainda vamos apresentar 3 oportunidades, garimpadas por nossos especialistas, que te ajudarão a investir com muito mais segurança.

Oportunidade: Invista em ações de empresas americanas e construa seu patrimônio e dólar

Lembre-se que a Empiricus não é uma instituição financeira, não recebemos o seu dinheiro, ou seja, você mesmo vai investir e receber diretamente a rentabilidade conquistada.

Vale ainda um destaque especial que sempre gostamos de fazer, tanto no Brasil ou nos EUA o mercado de renda variável possui seu risco, a diferença é que nos EUA a estabilidade econômica garante ao investidor uma oportunidade de descolar seus investimentos do risco brasileiro que é efetivamente muito maior.

Chegou seu momento

É inquestionável que você precisa diversificar seus investimentos.

Manter seu patrimônio apenas em ações brasileiras, títulos públicos e na poupança é um risco que você não deve correr.

Utilizar essa oportunidade legal para investir fora é muito mais fácil do que você imagina.

Agora é a hora de criar seu patrimônio em dólar de forma totalmente legítima.

Para isso você terá o auxílio da Empiricus.

Preparamos um material exclusivo explicando extensivamente o que você precisa saber antes de começar a investir nos EUA.

Abrir conta lá fora é parecido com o processo de transferência para uma corretora brasileira, ou seja, é tudo via computador ou aplicativo.

Vai perder essa?

Até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.