Sem novidades na política bolsa sobe forte e dólar se mantém estável

No mercado acionário, o Ibovespa fechou com alta de 1,56%, para 67.939 pontos, maior nível desde 16 de maio, quando a Bolsa estava em 68.684 pontos.

O volume financeiro negociado foi de R$ 7,9 bilhões, pouco acima da média diária do ano, de R$ 7,77 bilhões. Das 59 ações do Ibovespa, 53 subiram, cinco caíram e uma encerrou o dia estável.

No mercado cambial, o dólar comercial fechou estável em R$ 3,126. O dólar à vista subiu 0,23%, para R$ 3,127.

No exterior, a moeda americana terminou o dia sem sinal definido: o dólar se valorizou ante 16 das 31 principais divisas mundiais.

Imperdível: 5 ações para comprar agora

Mercado eleva pela 3ª vez previsão para a inflação e vê Selic a 7,5%

Economistas do mercado financeiro elevaram suas projeções para o IPCA (o índice oficial de inflação) neste ano pela terceira semana seguida após o anúncio do aumento de impostos sobre combustíveis. O Relatório de Mercado Focus, divulgado pelo BC, mostra que a mediana para o IPCA em 2017 foi de 3,40% para 3,45%. Há um mês, estava em 3,38%. Já a projeção para o índice de 2018 seguiu em 4,20%, ante 4,24% de quatro semanas atrás.

Na prática, as projeções de mercado divulgadas hoje no Focus indicam que a expectativa é que a inflação fique abaixo do centro da meta, de 4,5%, em 2017 e 2018. A margem de tolerância para estes anos é de 1,5 ponto porcentual (inflação entre 3,0% e 6,0%).

Também a mediana das projeções para a Selic, a taxa básica de juros da economia, passou de 8,00% para 7,50% ao ano. Há um mês, estava em 8,25%. O levantamento indicou ainda que, para o fim de 2018, a expectativa para a Selic foi de 7,75% para 7,50% ao ano, ante 8,00% de um mês atrás.

Palestras gratuitas recomendadas: Conrado Navarro e convidados falam sobre finanças pessoais e empreendedorismo

‘Não há data para a revisão da meta fiscal’, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta segunda-feira que não há data definida para que o governo promova a revisão da meta fiscal de 2017, que prevê déficit de R$ 139 bilhões.

Segundo Meirelles, a ideia da equipe econômica é fazer uma análise do comportamento da arrecadação nos próximos “60 dias ou menos” para então identificar qual é a necessidade de novas medidas.

“Não tenho essa data (para revisão da meta). É a hora em que o Dr. Rachid (Jorge Rachid, secretário da Receita Federal) garantir qual vai ser a receita deste ano”, afirmou o ministro.

Aproveite! Relatório gratuito do Tesouro Direto com os melhores títulos para você!

Trump pode iniciar guerra comercial contra Brasil por importação de etanol

A retórica nacionalista do presidente Donald Trump não está fazendo favores aos produtores de etanol dos Estados Unidos, cuja esperança é evitar uma disputa comercial com os compradores do combustível no Brasil.

O governo Trump começou a reclamar sobre as importações crescentes de biocombustíveis brasileiros feitos com cana-de-açúcar. Isso levou o Brasil a considerar a possibilidade de tarifas sobre ou cotas para a importação de biocombustível americano produzido com milho. Uma disputa comercial seria problema muito mais sério para os americanos, porque os Estados Unidos vendem quatro vezes mais biocombustível ao parceiro do que importam biocombustível brasileiro.

A disputa pode terminar opondo dois dos maiores produtores mundiais de etanol. Com a rivalidade ganhando força, os fundos de hedge parecem estar sinalizando que o Brasil sairá vencedor —os especuladores reduziram suas apostas em uma alta do milho, na semana passada, e se tornaram menos pessimistas quanto à cana-de-açúcar.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários