Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Ética, moral e compliance: você e sua empresa ligam para isso?

Em 1700 a.C, Hamurabi 6º, rei da dinastia babilônica, criou o Código de Hamurabi, que pode ser considerado o primeiro código de ética da humanidade, ao menos que temos registro, e minha memória e pesquisa me dizem, Hamurabi pensava que se cada cidadão buscasse viver seus próprios valores, haveria conflitos em função das diferentes percepções quanto ao que é certo e errado, bem e mal, etc.

Sócrates, o pai da filosofia ocidental, que viveu entre 470 -399 a.C, ou seja, mais ou menos 1200 anos depois de Hamurabi, pregava que cada qual deveria viver segundo a orientação de sua alma, defendia a vida que vale a pena, que é aquela onde sabemos o que estamos fazendo e principalmente o porquê.

Clique aqui para ler o post completo

A única verdade incontestável é que não existem verdades incontestáveis

Estou escrevendo este artigo de Atlanta, na Geórgia, EUA, onde acontece a edição anual de um dos mais importantes congressos acadêmicos de administração e negócios do mundo, a Academy of Management. São mais de 10 mil participantes que compartilham seus estudos nas diversas áreas de negócios e administração por 4 dias intensos de trabalhos e reuniões.

Em meio a todas as apresentações e leituras de artigos, parei para refletir sobre a importância do conhecimento científico no avanço das técnicas e práticas que líderes e empreendedores se apropriam para melhorar a gestão de seus negócios e cheguei à triste conclusão de que talvez estejamos fazendo mais mal ao mundo do que bem com nossos estudos.

Clique aqui para ler o post completo

Uma boa notícia na economia que você gostará de ler já!

Felizmente uma boa notícia produzida pelo governo, e não interessa por qual razão. Estamos diante de um governo que não tem recursos para nada e que trabalha com expectativa de dívida pública explodindo em relação ao tamanho do PIB, caso as reformas demorem e/ou saiam desidratadas.

Já abordamos o fato de que com elevação da meta de déficit para os próximos anos, o problema já foi jogado no colo do sucessor de Temer, seja qual for ele.

Clique aqui para ler o post completo

O maravilhoso mundo de compra e venda de usados: já entrou nele?

Um tempo atrás, minha irmã se mudou para um apartamento e não tinha praticamente nada para mobiliá-lo. Quem começa a morar sozinho sabe bem a tortura que é querer ver o espaço habitável e ter que comprar tudo aos pouquinhos, afinal, nem sempre o orçamento aguenta, certo?

Mas por trabalhar com arquitetura e decoração e ser bastante criativa, ela começou a correr atrás de possibilidades diversas, e achou um mercado que existe desde que o mundo é mundo, mas que nem todos sabem aproveitar bem: o de coisas usadas. O apartamento ficou incrível e bastante diferenciado a um valor muito menor do que o imaginado.

Clique aqui para ler o post completo

Como mídias digitais ganham mercado e as TV´s estão ficando para trás?

Nos últimos artigos que escrevi, mostrei que o segmento de vídeos online vem crescendo consideravelmente nos últimos anos.

Boa parte disso se dá devido a mudança nos hábitos de consumo das pessoas, que têm buscado muito mais conteúdo em vídeo na internet do que nos canais de TV, por exemplo. Essa mudança de comportamento mostra que os usuários estão ávidos por assistir somente aquilo que interessa, e não milhares de programas aleatórios que passam todos os dias.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários