Agora você confere as principais notícias de 12/09/2017, terça-feira.

MPF denuncia Lula por corrupção passiva na Operação Zelotes

O Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) denunciou o ex-presidente Lula e mais seis pessoas pelos crimes de corrupção ativa e passiva. De acordo com as investigações, as irregularidades foram praticadas no período de elaboração e edição da medida provisória que prorrogou por cinco anos benefícios tributários para empresas do setor automobilístico.

Segundo a investigação, a edição da MP envolveu o pagamento de vantagens indevidas a intermediários do esquema e a agentes políticos. De acordo com a denúncia, R$ 6 milhões dos R$ 33 milhões negociados foram prometidos ao ex-presidente Lula e ao então chefe de gabinete do petista Gilberto Carvalho. E o dinheiro teria sido destinado para o custeio de campanhas eleitorais do Partido dos Trabalhadores (PT).

Esta é a segunda denúncia contra o petista motivada por investigação da Operação Zelotes. Na primeira, ele e o seu filho Luiz Cláudio Lula da Silva se tornaram réus e respondem pelos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Na denúncia enviada nesta segunda-feira à Justiça Federal, o MPF pede que os envolvidos paguem R$ 12 milhões a título de ressarcimento ao Erário e multa por danos morais coletivos.

Relatório grátis: É hora de comprar ações da Petrobras?

E-mails mostram que Miller auxiliava JBS enquanto ainda era procurador

E-mails trocados entre o ex-procurador Marcello Miller e representantes de um escritório de advocacia mostram que ele atuava em favor da JBS enquanto ainda era membro do Ministério Público.

As mensagens foram entregues à PGR (Procuradoria-Geral da República) na última quarta-feira (6) pelo escritório Trench Rossi Watanabe, a quem o órgão havia pedido esclarecimentos. Há ao menos 13 trocas e-mails.

Após ser exonerado do Ministério Público Federal, em 5 de abril deste ano, Miller passou a trabalhar nesse escritório, que negociou parte do acordo de leniência (de pessoa jurídica) da JBS. Até meados do ano passado, Miller foi auxiliar do procurador-geral, Rodrigo Janot, em Brasília. Depois, ele voltou a atuar na Procuradoria no Rio de Janeiro, até deixar a carreira em abril.

Em nota divulgada neste domingo (10), o ex-procurador negou ter cometido crimes.

Em um dos e-mails, de 5 de março, a advogada Esther Flesch reencaminha a Miller uma mensagem que recebeu de Francisco de Assis e Silva, diretor jurídico da JBS.

Ferramenta recomendada: Super planilha para seu controle financeiro

Bolsa bate recorde e supera 74 mil

A Bolsa brasileira bateu seu recorde histórico nesta segunda-feira (11) com a avaliação dos investidores de que uma segunda denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente Michel Temer está mais distante, após a suspensão parcial do acordo dos delatores da JBS, e com o cenário externo favorável.

O Ibovespa, índice que reúne as ações mais negociadas, fechou em alta de 1,70%, para 74.319 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 9,54 bilhões, acima da média diária do ano, que é de R$ 8,12 bilhões.

No mercado cambial, o dólar chegou a ser cotado a R$ 3,08 na mínima, mas acabou ganhando força no final da tarde. O dólar comercial se valorizou 0,32%, para R$ 3,105. O dólar à vista subiu 0,04%, para R$ 3,089.

eBook gratuito recomendado: Riqueza pessoal é possível

Receita quer reaver R$ 22,7 bilhões de 500 mil empresas do Simples

A Receita Federal informou nesta segunda-feira (11) que notificará 556,1 mil devedores optantes do Simples Nacional dos seus débitos previdenciários e não previdenciários com o Fisco. Quem não regularizar sua situação será excluído do programa a partir de janeiro de 2018.

Os devedores que serão notificados respondem por dívidas que somam R$ 22,7 bilhões, de acordo com o Fisco.

Segundo o órgão, os atos declaratórios com as notificações serão disponibilizados nesta terça (12) no Domicílio Tributário Eletrônico do Simples Nacional (DTE-SN) —o prazo máximo para realizar essa consulta é 45 dias a partir de amanhã.

O que são dividendos? Como escolher ações que pagam dividendos?

Acompanhe o fechamento do mercado 11/09 com Alvaro Bandeira

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários