Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Mentores e startups: para funcionar precisa haver comprometimento

Será que você sabe o que é um mentor e qual a sua importância para as empresas?

Essas perguntas surgem quando fundadores de startups entendem que estão em um momento do negócio em que precisam de algum apoio estratégico para suas operações. O processo de mentoria é algo que está cada vez mais em evidência e, de forma simples, nos ajuda na tomada de decisões estratégicas, em nosso crescimento profissional e até mesmo para apontar caminhos que não tínhamos em mente.

Clique aqui para ler o post completo

Aproveite esse mês para falar sobre dinheiro com as crianças

Em Outubro que celebra-se o “dia das crianças”, sempre presenteamos elas porém as vezes por amor e afeto não prestamos atenção em nosso saldo bancário. A maior fragilidade dos pais na educação financeira é atender a qualquer pedido dos pequenos em situação de compra, mesmo que isso comprometa o orçamento familiar. Dessa forma, é prioridade garantir que os filhos saibam da real situação financeira e os seus limites.

A estratégia é sentar com eles e compartilhar as principais informações do orçamento atual, sempre respeitando sua idade e capacidade de entendimento. Deixar de falar abertamente sobre o tema ou de esclarecer limites é dar espaço para que aflorem ilusões na criança.

Clique aqui para ler o post completo

Liderança, sucesso e felicidade: como estimular os outros a prosperar

Nesse novo texto do Conrado Navarro, ele fala sobre esses três itens e como ajudar as pessoas a atingir a prosperidade. Dizem que um dos pontos que diferencia alguém que realmente lidera daquele que apenas chefia é o quanto esta pessoa sabe estimular os outros à sua volta a encontrarem motivação naquilo que estão fazendo.

Em outras palavras, lidera mesmo quem incentiva os outros, direta e indiretamente, a crescerem por conta própria, sem a necessidade de serem empurrados o tempo todo ou à espera de respostas, ajudando o crescimento da organização (e da vida pessoal) de forma geral.

Clique aqui para ler o post completo

Desapega: Quer mais prosperidade? livre-se das coisas inúteis

Ao longo de nossas vidas, acabamos por acumular muitas coisas que nem utilizamos, e isso pode ser um problema quando pensamos em prosperar. A questão principal é que, quanto mais coisas erradas ocupam o espaço das coisas certas, menos espaço haverá para as certas. Podemos fazer uma analogia com sentimentos: quanto mais guardamos mágoas e rancores, menos conseguimos nos abrir para despertar sentimentos melhores dentro de nós. Isso não é poesia, é fato.

Clique aqui para ler o post completo

Por que as empresas perdem seus maiores talentos?

Diversos gestores já ficaram perplexos quando algum de seus melhores funcionários pediu demissão. Perder um braço direito, aquele funcionário que sempre esteve nos seus 20%, não é algo prazeroso. Mais preocupante do que isso: geralmente estas perdas não são silenciosas, são acompanhadas por tentativas de chamar atenção para algo que não está dando certo na empresa.

O que a maioria dos gestores pensa é que o motivo principal dessas saídas é o salário, mas raramente essa é realmente a razão fundamental.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários