Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

As teses falsas da reforma expostas na CPI da Previdência

O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência, entregue no último dia 23 de outubro no Senado Federal, revelou que as principais teses levantadas pelo Governo Federal para defender a reforma da Previdência Social no país são falsas.  No parecer de 253 páginas, o relator, senador Hélio José (Pros-DF), afirmou que o déficit da Previdência Social não existe. Caíram as máscaras.

Nós, os operadores do Direito Previdenciário, já havíamos alertado há tempos que não existe o chamado déficit. Obviamente a reforma da Previdência trata-se mais de uma questão política, do que realmente uma questão social.  E certamente, não é aceitável se realizar uma reforma no sistema previdenciário sem um estudo mais aprofundado dos reais números e efeitos.

Clique aqui para ler o post completo

Autossabotagem financeira: você é seu maior obstáculo para enriquecer?

Confesse: você já tentou diversas vezes começar a organizar as finanças, diminuir os gastos, aumentar as receitas, investir e etc., mas volta e meia algo acontece e você “precisa” voltar atrás, de forma com que seus planos não se concretizam.

Acontece? Hum, será que todos esses empecilhos não têm um nome similar? Que tal chamá-los de autossabotagem? Você sabe o que é isso?

Clique aqui para ler o post completo

Dinheirama Entrevista: Fábio Alves, colunista do ‘Estadão/Broadcast’

Ao longo da última década temos presenciado aqui no Dinheirama histórias incríveis de leitores que começaram a transformar suas vidas através da educação financeira. Em comum, essas pessoas, não tinham (até então) a menor preocupação em desenvolver uma relação sadia com o próprio dinheiro.

Se gastar mais do que ganha e viver endividado parece ser algo comum apenas no Brasil, ao acompanhar essa entrevista com o jornalista Fábio Alves, colunista do Estadão/Broadcast, sua opinião mudará radicalmente.

Clique aqui para ler o post completo

Investindo em negócios sustentáveis e com propósito

Uma pesquisa realizada pela consultoria PwC identificou o Brasil no topo do ranking de consumidores preocupados com serviços e produtos oferecidos por empresas que trabalham em conformidade com o desenvolvimento sustentável.

Outro levantamento, o Índice de Consumo Consciente (ICC), desenvolvido pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), revelou que, em uma escala de 1 a 10, os entrevistados dão nota média de 8,7 para a importância do tema “consumo consciente”.

Clique aqui para ler o post completo

Qual personagem de Stranger Things seria aprovado em um estágio?

Nesta sexta  (27), a Netflix lança a nova temporada de Stranger Things, série que conta a história de jovens da cidade de Hawkins, que desbravam os mistérios de um mundo paralelo.

Cada um de seus principais personagens apresentam características e competências bastante diferentes e complementares. Raciocínio lógico, liderança, coragem, lealdade e até telecinese são habilidades que os ajudaram em vários episódios, mas que também são alguns dos aspectos que recrutadores avaliam em um processo seletivo.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários