Quanto você estaria disposto a pagar se pudesse ter informações privilegiadas sobre o futuro da economia? E se essas informações te ajudassem a colocar seu dinheiro no lugar certo para conseguir as melhores rentabilidades, além de proteção do patrimônio já adquirido?

Muitas pessoas tiveram esta oportunidade em Julho de 2014, quando o Brasil já mostrava sinais do esgotamento do atual modelo econômico. Algumas poucas decidiram acessar tais informações e seguir as recomendações ali apontadas. Elas foram realmente privilegiadas, podendo, por exemplo, comprar dólares cotados em R$ 2,20 ou comprar ações de empresas como a Suzano, por R$ 10,00 (seu preço alcançou R$ 19,00 em 2015). Este é o valor da informação certa, no momento certo e pelas pessoas certas.

Estamos falando da polêmica série de análises financeiras batizada de “O Fim do Brasil”, lançada naquele ano pela Empiricus, que é uma casa de análises e consultoria de investimentos que opera de forma independente, e que é nossa parceira de conteúdo no Dinheirama.

Quando eles começaram, naquela época, a alertar os brasileiros sobre os desastres econômicos que poderiam acontecer com a reeleição da presidente (considerando o modo como ela e sua equipe vinham gerenciando o país), eles foram severamente atacados, rendendo até um processo judicial do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), movido pela própria presidente. Ao fim, foram inocentados, quando ficou constatado que os alertas nada tinham que ver com questões partidárias ou ideológicas, mas sim com questões estritamente econômicas.

Uma coisa é fato: a riqueza, quando mal administrada, desaparece, seja ela de uma pessoa física, de uma empresa ou de um país.

Os meses se seguiram, e a tese da Empiricus, juntamente com seus relatórios e recomendações de investimentos se mostraram muito assertivos:

  • Destruição da Petrobras
  • Disparada do Dólar
  • Inflação a 10%
  • Recessão
  • Desemprego

Na medida em que as previsões foram se tornando fatos, mais e mais pessoas passaram a se interessar por este conteúdo, que foi rebatizado de “A Palavra do Estrategista”, e hoje conta com mais de 65.000 assinantes, que estão aprendendo a proteger seu patrimônio e a lucrar com a crise (que sempre reserva boas oportunidades para quem estiver preparado).

Tivemos um 2015 muito complicado, e infelizmente 2016 promete ser igual ou até pior, dependendo dos próximos capítulos da política do Brasil. Assim, o analista chefe desta série de relatórios, o Felipe Miranda, que é analista CNPI e sócio da Empiricus, faz um convite para que você conheça mais sobre este trabalho (clique aqui) e se prepare para o que irá acontecer nos próximos meses.

Bons investimentos, e até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto: “protect your investments”, Shutterstock.

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários