Um dos desdobramentos da grave crise econômica que o Brasil atravessa atualmente é que o desemprego levou muita gente a experimentar outras oportunidades de trabalho, fora do tradicional modelo de CLT.

Seria muito bom se a decisão de empreender fosse algo mais natural, algo que efetivamente brotasse da percepção de algo além da necessidade básica de “fazer dinheiro rapidamente” para arcar com as contas do mês.

Para muita gente, o empreendedorismo se tornou uma aposta, quase que uma tábua de salvação.

Algum tempo atrás, meu amigo e educador financeiro André Massaro, aqui mesmo no Dinheirama, escreveu um artigo polêmico sobre o tema. O André foi um dos primeiros profissionais que previram que os maus números da economia poderiam levar ao que chamou de “empreendedorismo Hot-Dog”.  

“Fazer previsões é sempre difícil. Mas vou arriscar e colocar um pouco ‘a cara a tapa’. Minha previsão é: o desemprego vai aumentar. Reconheço que não é uma previsão muito original, afinal vivemos hoje em uma época de desemprego friccional (o chamado ‘pleno emprego’) e só podem acontecer duas coisas: ou o desemprego fica como está ou aumenta” – André Massaro.

Ebook gratuito recomendado: Freelancer: Liberdade com muito trabalho e resultados

A crise foi se agravando

Desde a publicação do texto até aqui, já se passaram dois anos. O otimismo deu lugar para a constatação de que o André (infelizmente) estava certo. Na prática significa dizer que o Brasil e as expectativas das pessoas só pioraram.

Em outro momento do artigo, o André vai no ponto, e faz mais uma previsão certa, comentando que para muitos o caminho do empreendedorismo será por falta de outra opção e não por vocação.

Veja o que ele escreveu sobre qual tipo de interesse algumas pessoas terão pelo empreendedorismo (se preferir clique aqui e leia o artigo completo):

“É aquele empreendedorismo ‘defensivo’, do sujeito que empreende não por vocação, mas sim por necessidade e falta de oportunidade de arrumar um emprego ‘de verdade’. Um tipo de empreendedorismo onde não há capital de risco, não há investidor ‘bancando’ a empresa, até descobrirem como vão conseguir fazer algum dinheiro com ela. É um empreendedorismo que exige geração de caixa imediata, ‘pra ontem’, senão não tem dinheiro para pagar as contas no final do mês”.

O caminho do empreendedorismo

Independente do cenário, o empreendedor carrega consigo inúmeras responsabilidades. Por isso, sempre procuramos oferecer aos leitores oportunidades de acesso gratuito a alguns materiais de primeira linha, contato com empreendedores que fazem a diferença e que compartilham suas experiências com todos.

Nossa última iniciativa nesse sentido foi a criação do Dinheirama Pitch, um programa que quinzenalmente apresenta aos leitores o testemunho de empreendedores de sucesso, que compartilham o começo da jornada, suas frustrações e como chegaram ao sucesso.

Você pode assistir ao Dinheirama Pitch gratuitamente, pois temos como lema a criação de conteúdos de qualidade e que gerem transformação nas pessoas, e não pretendemos cobrar por isso.

Assine o nosso canal no Youtube e assista diariamente aos nossos vídeos. Até agora, já foram liberados 3 programas do Dinheirama Pitch. Acompanhe:

Dinheirama PITCH #1: Marco Gomes, fundador da Mova Mais e boo-box

Dinheirama PITCH #2: Thiago Alvarez e Benjamin Gleason, do GuiaBolso

Dinheirama PITCH #3: João Kepler, Investidor-Anjo e Empreendedor

Conclusão

A informação é uma dádiva, e nós apostamos no conhecimento sempre. Por isso não desistimos de oferecer todo tipo de informação para todo tipo de empreendedor, inclusive para aquele que viu no negócio próprio uma oportunidade de fugir da crise.

Tem uma frase que gosto muito. Ela tem uma íntima relação com o sentimento da maioria dos empreendedores, e faz muito sentido para o nosso cenário atual.

Ela mostra um pouco do espírito vencedor, tão necessário para os empreendedores. Ela já foi dita algum tempo, por alguém que construiu muito mais do que apenas sucesso. Ele deixou um legado. Atenção às palavras e até a próxima!

W.Disney - Concorrência

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários