Home Finanças Pessoais 4 Formas Infalíveis de Acabar com as Compras por Impulso

4 Formas Infalíveis de Acabar com as Compras por Impulso

por Redação Dinheirama
0 coment√°rio

Comprar, comprar e comprar… O que leva as pessoas a fazerem tantas compras? Necessidade, status, modismo, mas h√° tamb√©m quem compre pelo simples prazer que esse ato proporciona. Essas pessoas s√£o chamadas de compradores compulsivos e representam 3% da popula√ß√£o brasileira, segundo o Instituto de Psiquiatria do Hospital das Cl√≠nicas de S√£o Paulo.

Compuls√£o por compras: oniomania

Entre os sinais que identificam o comprador compulsivo estão a dificuldade de lidar com o próprio dinheiro, os gastos desenfreados e o endividamento excessivo.

Mas, como saber o limite entre o comportamento ‚Äúnormal‚ÄĚ e a compuls√£o? De acordo com a psic√≥loga Marisa de Abreu Alves, o crit√©rio para identificar a patologia – tamb√©m conhecida como oniomania – √© perceber se h√° preju√≠zo em alguma √°rea da vida, seja ela financeira, pessoal ou social.

Leitura recomendada:¬†Aprenda a controlar as emo√ß√Ķes na hora de comprar

‚ÄúEst√° comprando coisas que n√£o pode pagar ou que n√£o ter√£o a menor utilidade? Est√° deixando de fazer outras atividades saud√°veis para fazer compras? Seu arm√°rio tem mais coisas do que seria poss√≠vel armazenar?‚ÄĚ, exemplifica Marisa.

A especialista considera ato compulsivo quando:

  • O pensamento aparece na mente de forma intrusiva ‚Äď ou seja, mesmo que a pessoa n√£o queira pensar este pensamento invade sua mente;
  • A pessoa tenta neutralizar o pensamento mas n√£o consegue; ela se entrega ao ato compulsivo para obter al√≠vio, mas este al√≠vio tem curta dura√ß√£o e logo ela precisa se entregar ao ato novamente;
  • O ato compulsivo causa sofrimento e arrependimento, mas ainda assim a pessoa se sente compelida a repetir.

Tratamento para a oniomania

O primeiro passo ‚Äď e talvez mais dif√≠cil ‚Äď √© ter consci√™ncia de que h√° um problema e de que precisa de ajuda. Depois, √© hora de buscar aux√≠lio.

O tratamento alia a psicologia √† psiquiatria, uma vez que as compuls√Ķes normalmente v√™m associadas a transtornos de ansiedade ou √† depress√£o, condi√ß√Ķes que podem ter origem biol√≥gica e demandar medica√ß√£o. No entanto, nem todo paciente precisa tomar rem√©dio.

Em alguns casos, apenas a terapia resolve. Também é recomendado que a família receba orientação psicológica, para entender o problema e saber apoiar o paciente.

Alguns hospitais possuem ambulat√≥rios especializados em compuls√Ķes, como o Proad, no Hospital Federal de S√£o Paulo, e o Ambulat√≥rio de Jogo Patol√≥gico e Outros Transtornos do Impulso (AMJO), do Hospital das Cl√≠nicas, tamb√©m na capital paulista.

A Universidade Federal de S√£o Paulo (Unifesp) tamb√©m oferece ajuda aos compulsivos, atrav√©s do Programa de Atendimento de Compradores Patol√≥gicos.¬† Outra op√ß√£o s√£o os grupos de apoio, como os Devedores An√īnimos (DA), que podem servir de ajuda complementar para quem tem necessidade de conhecer pessoas com problemas semelhantes.

Compras por impulso

Segundo uma pesquisa realizada pelo Servi√ßo de Prote√ß√£o ao Cr√©dito (SPC Brasil) e pela Confedera√ß√£o Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 33,2% das compras feitas por impulso e sem planejamento acontecem no supermercado, seguidas das compras de roupas (19,2%) e de eletr√īnicos (13,2%). O √≠ndice √© maior entre as mulheres (46,4%), as pessoas mais jovens (51,2%) e os pertencentes √†s classes C, D e E (44,6%).

Leitura recomendada: Aprenda a economizar (sem deixar de comprar) no supermercado

De acordo com os entrevistados, as compras n√£o planejadas s√£o motivadas pela necessidade de levar vantagem em suas escolhas e pela ansiedade de aproveitar tudo na hora: 8 em cada 10 consumidores ouvidos admitem que as promo√ß√Ķes os levaram a realizar compras sem pensar.

Para Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, os dados mostram que as pessoas muitas vezes decidem a compra para aproveitar uma oportunidade, e n√£o a partir de uma an√°lise sobre a sua efetiva necessidade.

Confira 4 Formas Inf√°liveis de Acabar com as Compras por Impulso:

  1. Pesquise e compare preços. Nunca compre na primeira loja. Além disso, cuidado com descontos milagrosos. Pesquise e compare valores em outros estabelecimentos para saber se está fazendo um bom negócio ao comprar um produto em uma liquidação;
  2. Adie a compra. Quando você gostar muito de algum produto espere para comprá-lo no dia seguinte. Nesse espaço de tempo é possível avaliar se você realmente precisa do item ou se é apenas um desejo passageiro;
  3. Faça listas. Liste os itens necessários antes de ir ao supermercado e só compre o que estiver anotado;
  4. Priorize sonhos. Coloque no papel suas metas pessoais, profissionais e financeiras. √Č muito mais f√°cil economizar quando temos metas bem claras, pois elas servem de b√ļssola para nossas atitudes e decis√Ķes financeiras.

Leitura recomendada: Consumismo: Faz sentido comprar tanta coisa e ficar sem grana para prioridades?

Cuide bem do seu bolso para n√£o prejudicar tamb√©m a sua sa√ļde f√≠sica e mental. Conte sempre com o Dinheirama.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.