Quando Mark Zuckerberg publicou em sua página no Facebook uma de suas resoluções para 2015, automaticamente milhares de pessoas compartilharam da mesma resolução, que era: ler 1 livro a cada 2 semanas; ou, se preferir, 2 livros por mês.

Para ele, “os livros permitem explorar temas com mais profundidade do que a mídia hoje”.  E tais temas foram selecionados para buscar pensamentos “fora da caixa”, conhecer diferentes culturas, crenças, aprofundar o conhecimento de história e tecnologia.

E para alcançar o objetivo junto com seus seguidores, foi criado um clube de livros na rede social chamado “A Year of Books” (“Um ano de livros”) para promover um debate sobre os livros com a comunidade, até mesmo com a participação de autores.

A ideia ganhou uma dimensão enorme e o clube foi considerado o maior do mundo, com milhares de participantes.

Para você ter uma ideia, um dos livros selecionados, “O Fim do Poder” (clique para detalhes), do venezuelano Moisés Naím, esgotou nas livrarias americanas horas depois que Mark anunciou a sua escolha para começar o projeto.

Leitura recomendada: 5 Livros de Finanças Pessoais que Você Deve Ler

O que é um clube do livro

Muito comum nos EUA, o clube do livro tem o objetivo simples de reunir pessoas para discutir uma determinada obra e expressar suas opiniões. Geralmente, os encontros são realizados em livrarias, cafés, nas casas dos participantes ou mesmo em restaurantes e bares.

Se você ficou curioso para saber quais são os livros que Mark Zuckerberg anda lendo, confira a abaixo a seleção de alguns títulos disponíveis com tradução em português.

“Criatividade S.A.”, de Ed Catmull

livro criatividade s.a.

Essa obra conta a história da Pixar e é escrito por um dos fundadores da gigante do mundo de animação (“Toy Story”, “Vida de Inseto” e “Monstros SA” são alguns sucessos da empresa).

O autor aborda temas sobre gestão e empreendedorismo e como se constrói uma cultura de criatividade para um negócio promissor. Mark diz que escolheu esse título porque adora ler relatos de pessoas que constroem negócios que crescem com base em inovação e criatividade.

[Clique aqui para mais detalhes sobre o livro]

“Por Que As Nações Fracassam”, de Daron Acemoglu e James Robinson

livro porque as nações fracassam

Os autores buscam entender por que algumas nações são tão pobres e outras tão ricas. A tese central é que as instituições políticas e econômicas estão por trás do êxito econômico (ou da falta dele).

Bom, para quem vive no Brasil isso não é novidade, mas é interessante conhecer os exemplos históricos que mostram como mudanças podem contribuir para instituições favoráveis e sucesso econômico.

Um dos motivos de Zuckerberg para a escolha desse livro foi procurar entender melhor as origens da pobreza no mundo.

[Clique aqui para mais detalhes sobre o livro]

“O Otimista Racional”, de Matt Ridley

livro o otimista racional

O jornalista especializado em ciência, Matt Ridley, acredita que há motivos para ser otimista com relação aos seres humanos. Para ele, o nosso século será marcado pela prosperidade da sociedade e aumento da biodiversidade natural, tudo isso graças à capacidade humana.

Esse livro defendo o inverso da teoria trabalhada no livro anterior (“Por que as Nações Fracassam”), então o sócio do Facebook quis conhecer duas ideias tão distintas para depois avaliar qual delas seria a mais razoável diante da nossa realidade.

[Clique aqui para mais detalhes sobre o livro]

“O Fim do Poder”, de Moisés Naim

livro o fim do poder

O escritor venezuelano Moisés Naím, ex-diretor executivo do Banco Mundial, discute as mudanças que o mundo vem passando desde poderes autoritários à influência de grandes corporações sobre a população. O autor mostra como o poder está passando daqueles que atuavam pela força para os que detém conhecimento.

[Clique aqui para mais detalhes sobre o livro]

E você, já leu algum livro da lista de Mark Zuckerberg? Se quiser conhecer mais títulos lidos por ele, clique aqui (em inglês).

Repare que dos quatro livros acima, três possuem conotação política – o que pode ser bem útil para tentar compreender (em parte) o que acontece com nosso cenário político nacional e que nos afeta diretamente.

De qualquer forma, livros só servem para enriquecer, seja o vocabulário, conhecimento histórico ou apenas para nos levar até outra realidade por alguns instantes. Por isso, a leitura é sempre válida!

“Livros não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas” (Mário Quintana)

Se você está lendo algum livro e acha bacana compartilhar, use o espaço de comentários abaixo para nos dizer qual sua leitura atual e o que acha dela. Obrigada e até a próxima!

Daniella Gomes
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários