Abrir o próprio negócio para colocar em prática o desejo de empreender e conquistar a independência no mercado de trabalho é o sonho de muitos brasileiros. Eu passei por isso e tomei a feliz decisão de me tornar um empreendedor, e não me arrependo. Inclusive, escrevi sobre 10 coisas sobre empreendedores que você precisa saber, recomendo que leia antes de prosseguir.

A boa notícia é que, ao contrário do que diz o senso comum, o primeiro negócio não exige necessariamente um grande investimento inicial. Ou seja, é possível com alguma reserva financeira, cerca de R$ 10.000 reais, abrir a própria empresa, desde que haja planejamento, dedicação e, claro, visão de mercado.

Levar em consideração o quanto será possível dedicar-se à empresa (o ideal é que seja muito!) e o prazo máximo até o negócio começar a dar retorno são dois aspectos muito importantes a se considerar, pois de nada adiantará fazer planos para os próximos meses se os lucros só vierem depois de muito tempo. Atenção para manter as finanças do negócio em dia (leia sobre isso)

Quando falo de lucros, falo da possibilidade de você viver a partir do negócio que criou, portanto não confunda necessariamente com retorno do investimento, algo diferente e que pode levar mais tempo (é normal!). Se a ideia for gerar renda extra, o raciocínio é o mesmo e também vale para o que vou detalhar aqui.

Atenção: não sou nenhum especialista em negócios ou franquias, mas sou um observador atento, além de um ativo participante da comunidade de empreendedores de minha cidade. Assim, achei por bem comentar como alguns amigos têm feito para iniciar seus negócios com pouco dinheiro, quem sabe você não consegue reproduzir essa realidade na sua cidade.

4 negócios para montar com menos de R$ 10 mil

Mostro abaixo algumas opções de negócios rentáveis, de pouco investimento inicial e relativamente simples de serem administrados, mesmo por quem não possui experiência. Atenção sempre para a questão do mercado, pois não adianta ser mais um entre tantos outros que oferecem o mesmo serviço ou produto.

Ao estudar a oportunidade de começar o negócio, tenha um diferencial, mas tenha também bom senso. Se a sua cidade está “infestada” de concorrentes ou se você não tem afinidade nenhuma com o que pretende fazer, talvez seja melhor mudar de ideia e optar por outro negócio.

Vamos às ideias colocadas em prática por amigos e conhecidos e que podem ser úteis para você:

Consultoria e/ou Buffet de Festas Infantis

Criatividade e organização são os requisitos para quem quer se arriscar no setor de festas infantis. Além do buffet em si, também é necessário comprar utensílios básicos para realizar a decoração e contratar bons colaboradores (que podem prestar serviço de início, o que facilita a gestão e diminui os custos).

Se preferir, você pode ainda oferecer o serviço de decoração e animação infantil na casa do cliente ou trabalhar em conjunto com um espaço, e assim não há necessidade de alugar algum lugar para instalar o buffet. Existe ainda a possibilidade de ser a responsável pela decoração, ideias e execução da montagem em parceria com buffets existentes na cidade.

Reforço escolar

Essa ideia tem dado certo por aqui, uma cidade universitária e, portanto, com muita mão de obra inteligente e com conhecimentos de diversas matérias de nível escolar. Pelo que descobri conversando com um amigo que atua como facilitador no reforço de muitos alunos do ensino médio, com menos de R$ 5.000 é possível iniciar a empresa.

Contratar professores, alugar uma pequena sala e fazer a publicidade da sua escola para atrair alunos são os passos básicos para começar o negócio. Um bom networking e relacionamento com as próprias escolas também ajuda bastante. Além do reforço escolar, ainda existe a opção de oferecer aulas de idiomas. Esse investimento costuma demorar até seis meses para ter retorno.

Máquina de recarga de cartucho

As empresas que tem à disposição uma máquina de recarga de cartucho podem imprimir com mais facilidade e menos custo. Por isso, quem oferece o serviço de recarga está cada vez mais valorizado. Em uma cidade com muitas empresas, o serviço de recarga costuma ser muito bem recompensado e valorizado.

O investimento inicial é de R$ 3.000,00 para adquirir o equipamento e, segundo especialistas e fabricantes, em apenas um mês já é possível ganhar mais do que foi gasto ao realizar 10 recargas diárias. Fica claro que o volume e a demanda de trabalho é o que fará o negócio “virar”, então é preciso muita atenção com o tamanho do mercado e concorrentes.

Loja de doces

Você deve ter percebido que nos últimos anos aumentou o número de pequenas lojas de doces na maioria das cidades. Esse negócio, que costuma atrair a clientela por causa das promoções, é excelente para quem está começando e quer um bom retorno a curto prazo. É claro que as receitas, a criatividade e a apresentação precisam ser os diferenciais neste tipo de negócio.

Por que loja de doces? Ora, todo mundo conhece alguém que faz doces deliciosos, mas que talvez precise de um empurrão para fazer disso seu negócio. Pois é, se existe o talento, por que não explorá-lo e transformá-lo em uma empresa?

Quem já trabalha com isso garante que é importante que seja feita uma forte campanha de marketing e que o ponto comercial escolhido tenha bastante visibilidade. O investimento inicial depende da variedade de produtos oferecidos, mas geralmente é menor do que R$ 10.000 e os resultados aparecem nos meses subsequentes à instalação.

Conclusão

A lista tem apenas quatro sugestões, mas poderia ter 10, 20 ou muito mais. Você pode completá-la com criação de conteúdo digital, micro-franquias, venda de semi-jóias e por ai vai. Minha intenção foi muito mais provocá-lo para uma máxima que diz: “Quem quer arruma um jeito; quem não quer, arruma uma desculpa”.

Para alguns, as opções que eu mostrei podem não fazer sentido ou serem sinônimo de negócios não tão interessantes – estes podem pensar que não dão tanto retorno assim. Eu entendo que é preciso começar de algum lugar e crescer com esforço, dedicação e planejamento. Não conheço outra forma de prosperar.

Se você tem outras ideias e sugestões, deixe-as no espaço de comentários abaixo. Ah, se você ainda tem dúvidas sobre como começar um negócio, sugiro ler as respostas para as 5 maiores dúvidas de quem quer empreender, publicadas no ótimo blog Saia do Lugar, do amigo Millor Machado.

Foto “Happy business owner”, Shutterstock.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários