Desde que fundei o GuiaBolso, com a missão de ajudar as pessoas a melhorarem o cuidado e os resultados de suas finanças, conheci muita gente em situações financeiras complicadas. Mas consegui identificar outras que estão muito bem e tirei algumas lições interessantes.

A partir dessas experiências, criei uma lista de 6 hábitos que as pessoas devem focar para garantir uma vida financeira feliz.

Hábito 1: Trabalhe muito

Se você não nasceu em uma família rica, não tem jeito: terá que trabalhar muito para realmente conseguir dinheiro. Aqui não tem milagre, se você não recebe dinheiro não tem nem o que guardar.

Acredito muito no esforço e especialização. Se você se dedicar por 10 mil horas a alguma atividade, ficará muito bom nela e terá mais chances de ser bem remunerado. Lembre-se da clássica frase “No pain no gain”.

Hábito 2: Controle seus gastos

Além de muito importante para descobrir como estão suas finanças, o controle financeiro é uma ferramenta importantíssima para auxiliar inclusive na tomada de decisões e estabelecimento das suas prioridades financeiras.

Muita gente detesta fazer e atualizar orçamento por achar o monitoramento do dinheiro uma tarefa inútil, complicada e tediosa. Não caia nesta armadilha, faça seu controle com frequência até que se torne um hábito.

Existem opções para te auxiliar a controlar seus gastos. Eu fundei o GuiaBolso justamente para tornar este acompanhamento simples, rápido e até prazeroso, já que oferecemos controle automático, pois puxa todas as informações direto da conta, sem precisar registrar suas despesas manualmente.

Hábito 3: Reduza grandes gastos e elimine supérfluos que não te façam feliz

Faça uma auditoria nas suas contas mensais e fique atento a qualquer sinal de alerta. Se você identificar despesas desnecessárias e excesso de itens supérfluos, trate de eliminá-los do seu orçamento. Realize esse processo periodicamente, a fim de manter sua vida financeira na mais perfeita ordem.

O importante é você sempre gastar com coisas que você realmente valoriza. Criando esse hábito, você vai tomar gosto por poupar dinheiro – isso, por si só, é um ganho enorme.

Atenção para itens como aluguel, financiamento imobiliário, financiamento de veículo, empregada. Comprometer-se a longo prazo com valores muitos altos pode ser altamente tóxico para seu orçamento.

Hábito 4: Faça seu dinheiro render

Não basta economizar, é preciso saber investir! Essa é uma regra básica para quem deseja conquistar a tranquilidade, independência e crescimento financeiro. Nesse sentido, comece criando um fundo de reserva para emergências no valor de 3 a 6 meses de despesas, de preferência uma poupança, onde o dinheiro se multiplique sob o efeito dos juros compostos.

Com sua reserva pronta, você pode começar a procurar outras aplicações mais rentáveis para seu dinheiro. Nesse momento, é recomendado diversificar a carteira de investimentos, aumentando assim o seu patrimônio a médio e longo prazo.

Hábito 5: Busque conhecimento

Quanto mais você souber sobre finanças, mais domínio você terá sobre o assunto e mais diferença isso fará em sua vida financeira. Lembre-se que o conhecimento na área te fará tomar melhores decisões e servirá de base para fazer as escolhas certas.

Nesse caso, é indispensável ter uma disciplina diária ou semanal com foco na aprendizagem. Justamente por isso, você deve ler livros do segmento, conferir artigos em blogs relevantes como esse e conversar com especialistas da área. Essas atitudes simples fazem toda diferença para seu bem-estar financeiro!

Ah, sim, recomendo que tenha um consultor financeiro que possa te auxiliar – nesse caso garanta que os seus incentivos estejam alinhados.

Hábito 6: Acompanhe o seu progresso

É difícil melhorar algo que você não monitora! Não tem como saber como anda a sua vida financeira, se o seu progresso não for acompanhado. Sendo assim, crie o hábito de estabelecer metas de orçamento, listando tudo o que você tem a receber e tudo que você tem a pagar, e acompanhe como está versus suas metas durante o mês.

Pensei bastante nisso na hora de desenvolver o GuiaBolso, lá existe uma seção dedicada só para planejar e acompanhar como está o seu orçamento do mês, e o acompanhamento é atualizado sempre automaticamente direto da sua conta do banco.

Conclusão

E aí, que tal adotar essas pequenas atitudes no seu cotidiano? Apesar de não causarem uma revolução drástica na sua rotina, elas podem transformar a sua vida financeira para sempre. Pense nisso! Obrigado e até a próxima.

Foto “Drawing business graph”, Shutterstock.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários