Growth hacking é mais que um termo da moda e não envolve quaisquer truques de codificação nefastos associados com outros tipos de hacking.

Realmente, growth hacking é apenas um termo para aqueles dispostos a tentar qualquer coisa pelo menos uma vez para ganhar clientes e assinantes.

Se você está preso a uma situação, dê uma olhada no que a concorrência está fazendo. Há várias ferramentas de growth hacking que descrevi no KISSmetrics, mas muitas delas não são destinadas a monitorar outras.

Então, inscreva-se na lista de e-mail do seu concorrente, entre em contato com a sua equipe de vendas, baixe o seu aplicativo e aprenda quais técnicas de marketing você está perdendo.

Aqui estão as lições que você pode aprender com os seus concorrentes

1. Preço é importante

Tanto preço quanto qualidade são importantes para os consumidores. Quanto mais alto você precifica um item, menor a quantidade de consumidores que podem pagar por ele.

No entanto, os preços não são sempre constantes nos negócios. Muitas indústrias têm preços especiais baseados em feriados e temporadas, enquanto as empresas de maneira geral têm eventos comemorativos com preços especiais.

Ao assinar as listas de marketing dos seus concorrentes, você poderá verificar quando eles estão diminuindo ou aumentando os preços e manter-se na concorrência.

Diminuir o seu preço para vencer a concorrência pelo mesmo 5% e lançar uma oferta competitiva para sugar os clientes dos seus concorrentes aos poucos, sem que eles percebam, pode fazer sentido. Quando eles perceberem, pode ser que seja tarde demais.

O PayPal rompeu os pagamentos e indústrias financeiras e exponencialmente cresceu sua base de clientes, oferecendo aos clientes US$ 10 por referências. O programa permitiu à empresa comprar clientes da concorrência. Simples assim.

Quanto mais se propaga a informação de que você tem algo melhor a oferecer, mais provável que você ganhe mais clientes. Programas de incentivo e de referência são ótimas maneiras de incentivar esse comportamento expansivo dos defensores da sua marca.

eBook gratuito recomendado: Freelancer: liberdade com muito trabalho e resultados

2. Quais os meios de comunicação que cobrem a sua indústria

Não há melhor maneira de construir um burburinho do que através da utilização dos meios de comunicação. Seja YouTubers, blogueiros ou o mainstream tradicional, uma menção na mídia ajuda a construir a consciência acerca do seu negócio e marca.

Embora grande parte do foco da internet seja sobre a forma de conduzir o tráfego e ganhar conversões diretas e vendas, a maneira mais fácil de fazer isso é através da construção de uma marca offline.

Dessa forma, quando eles visitam o seu site, eles já saberão quem você é. As pessoas geralmente não estão descobrindo o McDonald’s online pela primeira vez.

Na verdade, o tráfego de ligações diretas e de links de referência estão entre os principais canais de marketing online dos EUA para o varejo. Buscas no Google sobre seus concorrentes podem revelar entrevistas dadas por eles ou outras informações de mídia sobre o negócio deles.

Dependendo do contexto da cobertura, os mesmos meios de comunicação podem estar abertos a ouvir o seu lado da história também.

Sites como HelpaReporter.com permitem receber atualizações de notificação diárias sobre histórias atuais que procuram fontes, potencialmente em sua indústria, negócios em geral ou outros tópicos em que você é um especialista, como tecnologia, estilo de vida ou viagens.

Ao contribuir para estes meios de comunicação, eles recompensam você com uma menção do seu negócio, às vezes com um link ou de outra forma. É uma situação em que todos ganham e que não custa nada, apenas exige tempo.

3. Como conseguir tráfego

Muitas empresas têm crescido apenas online, como o Facebook, o Airbnb e o Uber, criando uma referência com as maiores histórias de crescimento e sucesso.

Ganhar o tráfego viral, orgânico para o seu site pode levar a enormes picos de crescimento e elevar todos os seus gráficos, incluindo receitas, consciência, lealdade e crescimento.

Eu já documentei vários estudos de caso de empresas que alavancaram com sucesso um site otimizado para aumentar a receita, o investimento em velocidade do site, design, mídia social e conteúdo.

A sólida presença na web é uma maneira infalível de fazer crescer o seu negócio e, como Uber e AirBnB provaram nos setores de transporte e hospitalidade, se você não fizer isso, alguém vai fazer na sua área.

Vídeo recomendado: Dinheirama PITCH: Neil Patel, Empreendedor e Especialista em SEO

4. Que parcerias perseguir

Será que a sua concorrência tem acesso a uma fabricação mais barata e com melhor qualidade? A rede de distribuição deles ou o software de gestão de clientes é mais eficiente do que o seu?

Aprender o que os contratantes de terceiros, fornecedores e outros parceiros de negócios que o seu concorrente têm podem oferecer é crucial para encontrar alternativas possivelmente melhores do que o seu processo atual.

No mínimo, você vai ser capaz de informar com segurança a seus clientes que você fornece uma melhor qualidade porque você acompanhou o processo e fabricação dos seus competidores.

Mesmo online, ferramentas como SEMRush permitem que você veja quem está sendo vinculado a qualquer um que supera você em qualquer termo de busca particular.

Sempre fique de olho nas parcerias dos seus competidores, porque se você precisar construir operações e expandir rapidamente, você vai ser capaz de fechar um acordo melhor.

5. Quem são os influenciadores

Nike, Reebok e outras marcas de vestuário esportivo têm acesso mais fácil a isso. Eles estão todos em uma disputa para patrocinar o próximo atleta profissional bem-sucedido, porque é isso que é obviamente influente em sua indústria.

Mas e se você trabalhar na indústria solar? Quem é o influenciador lá? Certamente não há nenhum Michael Jordan do design de closets que faz mais em endossos do que com o seu salário na empresa.

A avaliação e revisão de sites como Yelp e até mesmo o Google Maps são importantes para alguns tipos de empresas, mas outras têm mais sucesso através de outros métodos. O Facebook, por exemplo, você não vai procurar aprender mais sobre ele no Yelp.

Muitas marcas se encostam em marketing de influência, conseguindo ser mencionadas em contas de mídia social com muitos seguidores, mas os custos disso podem ser astronômicos.

O YouTube, Twitter, Instagram e outras redes sociais têm contas influentes. Ser mencionado pela Katy Perry para seus milhões de seguidores no Twitter realmente pode ajudar o seu negócio de encanamento?

Ao manter o olho na presença da web dos seus concorrentes, você pode ver quem eles estão influenciando e quem são os seus maiores influenciadores. Você quer caçar esses influenciadores, proporcionando melhor qualidade e preço ou procurar ofertas justas em outros lugares?

Leitura recomendada: 15 coisas que você deve prestar atenção antes de começar um negócio

6. Onde estão todos nos dias de hoje

Há tantas redes, fóruns e outros locais online que pode ser difícil saber quais são os melhores para você estar envolvido.

Todos mencionam o Facebook e o LinkedIn como excelentes locais para conseguir leads, mas há mamães blogueiras e pessoas astutas que estão vivendo perfeitamente bem fora do Pinterest e Etsy.

Os especialistas recomendam registrar o seu negócio com o Google local e obter resultados locais, mas talvez o seu negócio (como Facebook e LinkedIn) não seja localizável ou passível de colher um benefício a partir daí.

O AirBnB encontrou o sucesso no Craigslist e até integrou o sistema à sua funcionalidade para maximizar a exposição da sua base de usuários. A empresa experimentou um enorme crescimento devido às suas táticas.

Ao compreender onde a concorrência está (ou mesmo aonde ela não está) e de onde conseguir leads para o negócio, você pode otimizar o seu crescimento por fazer marketing em eventos e plataformas semelhantes ou competitivas.

Na verdade, copiar o AirBnB é tão popular que não é incomum no mundo da tecnologia ouvir alguém se referir a sua empresa como o AirBnB disso ou daquilo.

7. Onde estão os problemas?

A chave para o crescimento bem-sucedido do negócio é resolver o problema do cliente. Se você resolver o seu problema, eles vão lhe dar dinheiro e voltar para você várias vezes.

Em modelos de negócios de alto nível, descobrir o problema é o ponto de partida uma vez que uma equipe se junta.

Mas isso não será feito apenas uma vez. Você vai criar problemas por conta própria, que devem ser descobertos e resolvidos, e assim será a competição.

Um problema comum no transporte foi a disponibilidade de veículos baratos e eficientes e motoristas para cobrir os picos em grandes áreas.

O Uber e Lyft ajudam a aliviar esses problemas e ambos se tornaram startups de milhões de dólares, com o Uber se tornando uma das empresas de crescimento mais rápido da história da humanidade.

Com estes tipos de empresas não se trata apenas de sorte. A empresa revolucionou as viagens curtas, solucionando muitos problemas comuns na indústria dos táxis.

As linhas de ônibus e táxi locais não têm sites de fácil utilização. O mesmo acontece com as empresas ferroviárias e de aluguel de automóveis. As companhias aéreas deixam muito a desejar também.

Criar um crescimento em uma indústria estabelecida não é necessariamente difícil. Você só precisa entender que problemas os clientes pagariam para se verem livres deles.

Leitura recomendada: O preço que se paga por não gostar de lucro e educação

Conclusão

Growth hacking é mais do que apenas uma técnica prática.

Um monte de ferramentas de growth hacking está disponível online e growth hackers, em geral, tendem a ser conhecedores de tecnologia. A prática, no entanto, está relacionada completamente com o instinto e foco.

Como diz Sean Ellis, “um growth hacker é uma pessoa cujo norte verdadeiro é o crescimento”. É simples assim.

Se você concentrar os seus esforços de crescimento na direção certa e oferecer um verdadeiro valor para o mercado, você não terá nenhum problema de growth hacking no seu caminho para um negócio bem-sucedido.

Nem todos os growth hackers estão buscando se tornar a próxima startup unicórnio de um bilhão de dólares, como o Uber, mas duplicar ou triplicar o seu negócio não está fora do seu reino das possibilidades.

Aproveite as ferramentas de growth hacking com liderança e direcione leads para vitórias importantes nos negócios em qualquer categoria. Funciona, e seu concorrente pode estar fazendo exatamente isso. Neste momento.

Neil Patel
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários