O empreendedorismo é maravilhoso, mas também pode significar fracassos e frustrações. Nem todo negócio se torna um Uber. Nem todos nós somos Elon Musk. Nem todas nossas ideias vão surgir como a próxima Google ou PayPal.

O fato é que o empreendedorismo é uma escolha de vida que é pontuada por mais falhas do que sucesso, mais desencorajamento do que exaltação e mais pobreza do que riqueza.

Considere um exemplo da Y Combinator, uma incubadora e aceleradora de startus. A Y Combinator admite apenas 3-5% dos interessados – apenas aqueles que ela acredita terem “mais chances de sucesso”.

Ela investe, mentora, treina, convida investidores para financiar e ajuda a empresa a obter fundos. Em outras palavras, as startups que são exploradas pela Y Combinator tem mais potencial de sucesso.

E o que acontece? A startup que emerge pela incubadora tem uma taxa de 7% de sucesso. Nós ouvimos tudo sobre Reddits, Dropboxes, Weeblys e Airbnbs (todas startups da Y Combinator), mas nós não ouvimos nada sobre os outros 93%.

Então o que os não unicórnios estão fazendo entre nós? Nós estamos esperando. Nós estamos exaustos. Minha própria jornada no empreendedorismo tem incluído altos, baixos e muito estresse. Aqui estão algumas coisas que me ajudaram a dar a volta por cima.

Leitura recomendada: O que não é dito nos manuais de Empreendedorismo

1. Tenha fome

Uma pessoa com fome vai fazer qualquer coisa para conseguir comida. Empreendedores que não desistem são aqueles que sentem fome a todo momento.

É uma espécie de vício estar nervoso, irritado e agitado todo o tempo. O que você está sentindo é normal, pelo menos para o anormal entre nós como empreendedores.

É a fome para o próximo cliente, o próximo negócio fechado, o próximo rockstar contratado, o próximo produto acabado, o próximo avanço etc.

2. Tenha objetivos. E escreva-os

Apresentações são aqueles parágrafos que alguém escreve, põe em ordem, coloca em uma área qualquer e esquece.

Essa não é uma visão real. A visão verdadeira é algo que vai te ajudar a readquirir sua perspectiva e paixão quando estiver caindo.

Geralmente, uma visão é o que faz a empresa começar em primeiro lugar. É a mesma coisa que pode te ajudar a dar um salto para baixo. Volte a sua visão e mantenha a cabeça baixa no jogo.

3. Questione suposições

Muitas pessoas zombariam da ideia de colonizar Marte e passar férias no espaço. Elon Musk não zombou. Ele se perguntou “Por que não?” e está no processo de trazer o sonho para a realidade.

É parte da mentalidade “anti-senso-comum” do empreendedor questionar as suposições da vida.

Antes de 1998, pessoas teriam zombado da ideia de segurança e da rapidez da transferência online de dinheiro. E então o PayPal surgiu. Aqui está como Musk descreve sua abordagem:

Ebook gratuito recomendado: Freelancer: Liberdade com muito trabalho e resultados

A maneira normal que conduzimos nossas vidas é quando raciocinamos por analogia. [Quando raciocinamos por analogia] nós estamos fazendo isso porque é como se alguém já tivesse feito ou é como se outra pessoa estivesse fazendo – repetições fracas em um tema.

Você? Você não faz o que outras pessoas estão fazendo. Você não repete um tema. Você cria um novo tema. Você questiona as suposições e segue em frente.

4. Aceite o estresse como parte da vida

O estresse é parte do jogo. Você pode tentar administrar, aliviar ou até mesmo justificar isso. Mas aqui está a realidade da vida dos empreendedores: uma aberração de estresse.

Seu estresse não é uma coisa ruim. É normal. E acontece tanto que pode fazer você mais bem-sucedido.

5. Se você não sabe, ensine a si mesmo

Empreendedores ensinam eles mesmos como fazer as coisas. Há muitas coisas no mundo que você não sabe como fazer. Se quer ter sucesso, você vai ter que aprender como fazê-las. Você deve voltar para a escola de negócios e estudar.

Ou você pode gastar algumas horas no Google, perder algumas noites em seu computador e fazer algumas primeiras tentativas. E adivinhe? Você vai descobrir. Você vai aprender!

6. Desafie expectativas

Sua cultura, sem levar em conta onde você vive, tem certas expectativas sobre você. De acordo com sua cultura, você deve viver de uma certa maneira, se vestir de uma certa maneira, dirigir de uma certa maneira, conversar de uma certa maneira e fazer coisas de certa maneira.

Enquanto você estiver vivendo a vida pelas expectativas dos outros, o resultado será sempre conhecido: você vai ter uma vida limitada, sufocada pelo que outras pessoas pensam que você deveria fazer.

Workshop recomendado: Finanças pessoais e Empreendedorismo – Evento Dinheirama

Isso vai te sufocar pra valer, acredite! Você está destinado a viver diferente. Você é um empreendedor, não um tapa-buraco.

Afim de desafiar expectativas, você precisará parar de se preocupar com o que as outras pessoas pensam. Isso não importa! Bem-vindo à uma vida não sufocada.

7. Tenha um cofundador

Muito do sucesso que eu tenho experimentado não vem de um voo só. Eu tenho sido beneficiado por trabalhar com um cofundador talentoso e inteligente.

Um cofundador é um recurso importante em qualquer aventura empresarial. É errado pensar no empreendedorismo como um evento “Lone Ranger”. Ao contrário, trata-se de uma atividade que você pode fazer com aliados, parceiros e amigos.

Estas pessoas vão encorajar você, empurrar você e te livrar de uma realidade que pode se tornar sobrecarregada e desencorajadora. Se você já está sendo sufocado, eu recomendo contratar um cofundador para a causa.

Seria melhor se o seu cofundador tivesse habilidades que você não tem. Por exemplo, você é um escritor talentoso, mas não sabe como divulgar o seu trabalho. Um cofundador que saiba montar uma estratégia de marketing online seria primordial para o seu sucesso.

Conclusão

Odeio vir com as notícias ruins no final, mas aqui está: o empreendedorismo é muito difícil.

No entanto, o empreendedorismo também é absurdamente emocionante e gostoso de praticar e viver. Você se sentiria feliz realizando o sonho de outra pessoa e enterrando suas próprias ambições?

Claro que não! Engula a dor, acabe com as reclamações e faça a próxima coisa que colocará seu negócio mais perto do sucesso. Como você segue em frente quando o empreendedorismo ameaça te causar sérios problemas?

Leitura recomendada: Empreendedorismo: a sua empresa não cresce por acaso

Neil Patel
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários