Home Carreira A arte de somar e multiplicar

A arte de somar e multiplicar

por Bruno Biscaia
0 coment√°rio

A arte de somar e multiplicarUm dos maiores mitos do empreendedorismo[bb] é o de que o empreendedor trilha sozinho sua jornada de inovação, buscando alcançar seus objetivos sem a ajuda de ninguém. Ele costuma ser classificado por todo mundo como o nerd, que fica sempre em casa, sem interagir com amigos e sem ir a festas da faculdade, pensando em como criar o próximo Google.

Esse pensamento est√° totalmente errado. Todos os grandes inovadores do mundo contempor√Ęneo receberam apoio de um amigo, de um s√≥cio, dos pais ou de funcion√°rios. Mas, infelizmente, voc√™ ouve falar apenas de um grande inovador que ‚Äúmudou o mundo‚ÄĚ, sendo que muitos outros participaram de tal realiza√ß√£o. Isso porque a m√≠dia e as pessoas gostam de eleger um √ļnico nome para atingir o topo, para aparecer no topo do ranking. Conhecemos os grandes nomes, mas muitas vezes desconhecemos as grandes mentes por de tr√°s das muitas inova√ß√Ķes existentes.

Você não sabe tudo. Ninguém sabe.
Pesquise, informe-se. Quase toda grande ideia tem contribuição de mais de uma pessoa. Um administrador que não sabe programar em linguagem computacional tem um insight de criar um software e se sente motivado a criá-lo, mas infelizmente não sabe como fazê-lo e abandona a ideia. Isto não é empreender.

Empreender, neste caso, seria ir atrás de programadores, amigos ou não, buscando viabilizar o seu projeto e testá-lo o quanto antes. Isso sim é ser diferente. Isso é se destacar. Se você não sabe algo, não tem problema. Existe alguém no mundo que sabe. O grande segredo das parcerias e das sociedades é descobrir como unir o seu conhecimento ao de outras pessoas visando criar algo positivo para o mundo ou para você.

Mas, como nem tudo √© sonho – e √© bom que isso fique claro -, voc√™ vai ter de pensar o tempo todo em reduzir seus custos como empresa. E √© bem melhor dividir as despesas com mais pessoas, concorda? A chance de voc√™ sobreviver por mais tempo com o seu neg√≥cio √© maior dessa forma. Claro que existem os s√≥cios ruins, que tiram dinheiro[bb] da empresa para consumo pessoal e tal, mas n√£o estamos falando deles. Estamos falando dos bons, aqueles que embarcam na ideia com voc√™ e que se disp√Ķem a trabalhar mesmo sem a certeza de que a sua empresa ir√° vingar.

‚ÄúPerguntar n√£o ofende!‚ÄĚ
Al√©m da op√ß√£o de sociedade para desenvolvimento de ideias e de projetos, enxergo a parceria com outras empresas como um √≥timo caminho a se seguir para dar vida a um novo produto ou melhorar algo j√° existente. E a ideia aqui √© a mesma citada anteriormente: voc√™ n√£o sabe tudo e nem deve saber. Deve saber apenas o que precisa para desempenhar sua fun√ß√£o. Ache algu√©m que saiba fazer algo que voc√™ n√£o sabe e ‚Äúcorra pro abra√ßo‚ÄĚ, isto √©, analise as condi√ß√Ķes e feche o acordo.

Discuta bem as fun√ß√Ķes, a estrutura e o retorno dessas parcerias com as outras empresas. Nesse momento, podemos perceber alguns pontos importantes com rela√ß√£o a real inten√ß√£o delas em fazer um acordo de neg√≥cio com voc√™. Fique esperto e pergunte. Desconfie. Como diz o ditado: ‚Äúperguntar n√£o ofende‚ÄĚ. S√≥ ofende aos que t√™m algo a esconder. E se a empresa que estiver cogitando a parceria n√£o quiser colocar todas as verdades sobre a mesa, saia correndo. Eles n√£o merecem a sua motiva√ß√£o e nem o seu dinheiro.

‚ÄúO mapa que leva a uma boa parceria consiste em constituir alian√ßas que acelerem o fluxo de caixa, elevem a receita e reduzam as despesas. As parcerias constitu√≠das com base em princ√≠pios comerciais concretos como esses t√™m uma probabilidade muito maior de dar certo.‚ÄĚ Guy Kawasaki ‚Äď Livro “A Arte do Come√ßo” (Best-Seller)

Com base no que escrevi aqui hoje, reflita a respeito das ideias que j√° teve e que n√£o √© capaz de ‚Äútirar do papel‚ÄĚ sozinho. Veja se encontra algu√©m ou alguma empresa que consiga fazer isso com voc√™ e se vale a pena apostar as fichas nela. N√£o se acomode. Ningu√©m alcan√ßa nada na vida apenas esperando que a sorte grande bata √† sua porta. Caso tenha tido alguma experi√™ncia relacionada ao que estamos discutindo aqui neste artigo, n√£o deixe de comentar. Um forte abra√ßo.

Crédito da foto para freedigitalphotos.net.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.