Home Empresas Ação da Dexco recua quase 8% após resultado trimestral

Ação da Dexco recua quase 8% após resultado trimestral

A companhia também encerrou setembro com dívida líquida de 4,7 bilhões de reais, aumento de 22,9% em relação ao terceiro trimestre de 2022

por Reuters
3 min leitura

 As ações da Dexco (DXCO3) recuaram quase 8% na manhã desta quarta-feira na bolsa paulista, pior desempenho do Ibovespa, após a companhia reportar lucro líquido recorrente de 94,8 milhões de reais no terceiro trimestre, uma queda de 41,8% frente ao mesmo período de 2022.

“Mesmo com a conjuntura macroeconômica começando a demonstrar leves sinais de melhora com o aumento dos índices de confiança e queda da taxa de juros, ainda não há impacto significativo nos segmentos de atuação da Dexco”, afirmou a empresa em comunicado.

O Ebitda ajustado recorrente encolheu 30,7%, com queda em margem, enquanto a receita líquida consolidada caiu 18,2%, com declínio no volume expedido em Deca, Revestimentos Cerâmicos e Painéis.

“Ainda em meio à um cenário de mercado adverso, a companhia também foi impactada por um período de ajuste operacional nas Divisões Madeira e Metais e Louças em julho devido à implementação do SAP 4/Hana”, afirmou a empresa no material de divulgação do balanço à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

“Além disso, a melhora no preço de insumos na Divisão Madeira não foi suficiente para compensar os impactos decorrentes da adequação fabril da Divisão de Acabamentos à demanda atual de mercado”, acrescentou.

A companhia também encerrou setembro com dívida líquida de 4,7 bilhões de reais, aumento de 22,9% em relação ao terceiro trimestre de 2022, com a alavancagem medida pelo endividamento líquido/Ebitda recorrente e ajustado saltando a 3,47% vezes, de 1,96 vez um ano antes. No final de junho, era 3,08 vezes.

Analistas do JPMorgan consideraram o balanço negativo, afirmando esperar uma revisão para baixo nas projeções de mercado para a companhia.

Por volta de 10:30, as ações recuavam 5,83%, a 7,11 reais, tendo chegado a 6,95 reais (-7,95%) no pior momento, respondendo pela pior performance do Ibovespa, referência do mercado acionário brasileiro, que tinha variação positiva de 0,15%.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.