Home Mercados Ações da China caem nesta sexta, seguindo pares regionais

Ações da China caem nesta sexta, seguindo pares regionais

O índice Hang Seng, de Hong Kong, recuou 1,67%

por Reuters
3 min leitura

As ações da China fecharam em baixa nesta sexta-feira, acompanhando a queda de seus pares regionais em meio à força do dólar e à retração das ações de tecnologia, com fortes fluxos de saída de capital estrangeiro pesando sobre o mercado.

Os fluxos de portfólio estrangeiro mudaram. Cerca de 33 bilhões de iuanes (4,54 bilhões de dólares) deixaram a China este mês por meio do trecho norte do esquema Stock Connect, após quatro meses de entradas líquidas.

O trecho sul também registrou 129 bilhões de iuanes de saídas para Hong Kong até agora neste ano.

Além disso, os investidores permaneceram cautelosos, já que o comitê central do Partido Comunista Chinês deve se reunir em julho para uma reunião importante conhecida como plenária, a terceira desde que o grupo de tomada de decisões foi eleito em 2022, com foco em reformas em meio a “desafios” internos e complexidades no exterior.

No fechamento, o índice de Xangai caiu 0,24%, enquanto o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve baixa de 0,22%. O índice Hang Seng, de Hong Kong, recuou 1,67%.

Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,09%, a 38.596 pontos.

Em Hong Kong, o índice HANG SENG caiu 1,67%, a 18.028 pontos.

Em Xangai, o índice SSEC perdeu 0,24%, a 2.998 pontos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 0,22%, a 3.495 pontos.

Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,83%, a 2.784 pontos.

Em Taiwan, o índice TAIEX registrou baixa de 0,65%, a 23.253 pontos.

Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,18%, a 3.306 pontos.

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 0,34%, a 7.796 pontos

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.