Home Mercados Ações da China sobem com restrições a vendas a descoberto

Ações da China sobem com restrições a vendas a descoberto

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,94%, a 42.224 pontos

por Reuters
0 comentário
Ações da China
(Imagem: REUTERS/Issei Kato/File Photo)

As ações da China se recuperaram nesta quinta-feira, depois que o órgão regulador de valores mobiliários anunciou novas restrições às vendas a descoberto para reforçar o sentimento do mercado.

A comissão reguladora da China disse na quarta-feira que o reempréstimo de títulos – no qual os corretores tomam emprestadas ações para os clientes venderem a descoberto – será suspenso, enquanto as exigências de margem serão elevadas para os vendedores a descoberto.

O órgão regulador também disse que restringirá ainda mais o comércio de alta frequência para garantir um mercado justo.

As medidas foram tomadas depois que uma leitura decepcionante da inflação ao consumidor em junho prejudicou ainda mais o desempenho do mercado acionário, após dois meses de perdas.

No fechamento, o índice de Xangai subiu 1,06%, enquanto o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve alta de 1,14%. O índice Hang Seng, de Hong Kong, avançou 2,06%.

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,94%, a 42.224 pontos.

Em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 2,06%, a 17.832 pontos.

Em Xangai, o índice SSEC ganhou 1,06%, a 2.970 pontos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1,14%, a 3.468 pontos.

Em Seul, o índice KOSPI teve valorização de 0,81%, a 2.891 pontos.

Em Taiwan, o índice TAIEX registrou alta de 1,60%, a 24.390 pontos.

Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,44%, a 3.475 pontos.

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 0,93%, a 7.889 pontos.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.