Home Comprar ou Vender Ações da Ser e Cruzeiro do Sul sobem com decisão do STF sobre cursos de medicina

Ações da Ser e Cruzeiro do Sul sobem com decisão do STF sobre cursos de medicina

As ações da Ser subiram 2,65%, enquanto as da Cruzeiro do Sul subiram 1,03%. Os papeis da Cogna e Yduqs caíram 2,08% e 0,48%, respectivamente

por Gustavo Kahil
0 comentário
Educação Medicina

O Supremo Tribunal Federal (STF) surpreendeu o mercado com uma decisão inesperada, que pode reconfigurar significativamente o panorama dos cursos de medicina no Brasil.

O Ministro Dias Toffoli votou a favor da proposta apresentada pelo relator Gilmar Mendes, o que abre caminho para um aumento expressivo no número de vagas não apenas nos cursos de medicina, mas também nos campi das empresas cobertas pela XP Investimentos.

A notícia foi recebida com otimismo pelos analistas Raphael Elage e Rafael Barros, que espera um impacto positivo a curto prazo. No entanto, também se reconhece que essa decisão pode acelerar um processo de saturação no mercado de cursos de medicina, levando a uma possível sobrecarga no sistema e exigindo adaptações, como possíveis ajustes no programa Mais Médicos 3.

Portanto, enquanto a decisão do STF traz um alívio imediato para as empresas envolvidas, também levanta preocupações sobre os desafios futuros que o mercado de educação médica pode enfrentar.

Destacam-se a Yduqs (YDUQ3) e a Ser Educacional (SEER3) como ações para serem observadas neste contexto, juntamente com a Cogna (COGN3) e a Cruzeiro do Sul (CSED3), enquanto o setor se ajusta às mudanças regulatórias e estruturais.

As ações da Ser subiram 2,65%, enquanto as da Cruzeiro do Sul subiram 1,03%. Os papeis da Cogna e Yduqs caíram 2,08% e 0,48%, respectivamente.

Recomendações no setor educacional da XP Investimentos

Fonte: XP

Validade às vagas

A proposta do Ministro Mendes, agora potencialmente prevalecente, visa conceder validade às vagas de medicina que foram pleiteadas por meio de liminares e já passaram pelo processo de documentação do Ministério da Educação (MEC). Este movimento pode ter um impacto significativo no mercado, especialmente nas empresas que oferecem cursos na área da saúde.

A decisão foi tomada em meio a um contexto de debates acalorados no STF. Com três votos a favor da proposta do relator Mendes, dois a favor da proposta do Ministro Fachin, um a favor da proposta do Ministro Mendonça e um pedido de vista do Ministro Moraes, o cenário se desenhou de forma surpreendente, contrariando as expectativas tanto dos observadores do mercado quanto dos próprios participantes.

A expectativa é de um aumento substancial no número de vagas disponíveis para cursos de medicina, embora ainda não haja uma quantificação precisa do impacto dessa medida para cada empresa. Estima-se que mais de 200 liminares estavam em discussão, com uma projeção mínima de 50 vagas solicitadas por liminar.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.