Home Mercados Ações japonesas atingem máxima recorde

Ações japonesas atingem máxima recorde

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 0,12%, a 3.581 pontos

por Reuters
0 comentário

O índice acionário japonês Nikkei atingiu uma máxima recorde nesta quinta-feira e o iene se recuperou do menor nível em quatro meses, depois que o Federal Reserve manteve suas perspectivas de afrouxamento nos EUA, apesar das recentes leituras de inflação aquecida.

A direção da política monetária do Fed contrasta fortemente com a do Banco do Japão, que na terça-feira encerrou oito anos de medidas extraordinárias de estímulo com seu primeiro aumento da juros desde 2007.

Entretanto, o presidente do Banco do Japão, Kazuo Ueda, reiterou que a política monetária permanecerá amplamente acomodatícia por enquanto, em comentários ao Parlamento nesta quinta-feira.

O Nikkei marcou um recorde de fechamento de 40.815,66 pontos, com alta de mais de 2% no dia, depois de também estabelecer um novo pico intradiário histórico de 40.823,32 pontos. No ano, a alta é de 22%, superando em muito o avanço de 8% do índice mundial da MSCI.

O dólar tinha queda de 0,1%, a 151,12 ienes, depois de subir para 151,82 ienes na terça-feira pela primeira vez desde meados de novembro.

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 2,03%, a 40.815 pontos.

Em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 1,93%, a 16.863 pontos.

Em Xangai, o índice SSEC perdeu 0,08%, a 3.077 pontos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 0,12%, a 3.581 pontos.

Em Seul o índice KOSPI teve valorização de 2,41%, a 2.754 pontos.

Em Taiwan, o índice TAIEX registrou alta de 2,10%, a 20.199 pontos.

Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,35%, a 3.220 pontos.

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 1,12%, a 7.782 pontos.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.