Home Economia e Política Aconteceu no Dinheirama – 07.12.2007

Aconteceu no Dinheirama – 07.12.2007

por arthurgouveia
0 comentário

Construir o futuro!Olá leitores e amigos. Algumas pessoas chegaram a me perguntar se eu estava vivo e saudável. A resposta, felizmente, é sim. E, claro, continuo colaborando com o Dinheirama. Semana passada o Navarro divulgou com brilhantismo o resumo das notícias, mas essa semana eu estou de volta.

Tivemos a divulgação da taxa Selic em consonância com as expectativas do mercado. As maiores empresas brasileiras do ramo alimentício acirram ainda mais a disputa pela liderança no setor. O CMN padroniza e normatiza as tarifas bancárias. A Petrobrás divulga a descoberta de petróleo e gás no Espírito Santo e, confirmando a safra de boas notícias, o Ibovespa tem acumulado altas seguidas, inclusive batendo o recorde histórico. Boa leitura a todos!

Sadia e Perdigão: entre inaugurações, ofertas de ações, boatos e investigações a disputa fica acirrada.
Após a compra da Eleva Alimentos e de parte da Batávia – dona da marca Batavo – pela Perdigão, a Sadia faz seus movimentos. Inaugura sua primeira fábrica no Exterior, mais especificamente em Kaliningrado, na Rússia e anuncia a aquisição da paulista Big Foot por R$ 53,5 milhões.

A “resposta” da Perdigão veio na forma de um fato relevante enviado ao mercado: o anúncio de uma oferta primária de ações. O período de reserva vai de 10 a 11/12 e o preço das ações será fixado no dia 12. Os valores mínimos e máximos para investidores de varejo será de R$ 3 mil e R$ 300 mil respectivamente. O “filtro anti-flipper” será usado nesta oferta assim como nas já ocorridas ofertas da Bovespa e BM&F.

Após rumores de compra da Perdigão pela americana Kraft Foods, as ações da empresa valorizaram mais de 5% na quarta-feira. Devido ao movimento atípico, a CVM irá analisar as compras de ações da Perdigão realizadas na semana passada.

Leia mais:


Copom, de acordo com a expectativa do mercado, mantém a Selic em 11,25%!

Na última quinta-feira (06/12) o Copom – Conselho de Política Monetária – divulgou a decisão de manter a taxa básica de juros do Brasil em 11,25% ao ano. A decisão já era esperada, mas o comunicado divulgado pela autoridade monetária surpreendeu um pouco já que a palavra “pausa” foi suprimida no texto. Isso pode indicar que a retomada da taxa Selic pode demorar um pouco ou mesmo poderemos ter novos aumentos.

A explicação para a manutenção da Selic pode ser dada pelo recente recorde na utilização da capacidade instalada na indústria – 82,8% – o que pode indicar pressão inflacionária por parte da demanda aquecida. Outro ponto a ser considerado é que o Copom pode ter visto, na manutenção da Selic no valor atual, uma forma de reagir às tendências desenvolvimentistas que estão surgindo na equipe econômica do governo.

Leia mais:


Conselho Monetário Nacional normatiza a cobrança de tarifas bancárias

O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou no dia 06/12 a regulamentação das tarifas bancárias pelo CMN – Conselho Monetário Nacional. De acordo com a nova regulamentação, apenas 20 serviços poderão ser cobrados pelo banco. Além disso esses 20 serviços terão seus nomes padronizados para facilitar a comparação entre os bancos. Veja algumas palavras do ministro sobre as mudanças:

“Estamos dando transparência ao sistema e tornando o mercado mais perfeito. Porque hoje esse mercado é imperfeito, à medida que o consumidor não sabe exatamente quanto está pagando”

Além da ampliação do número de serviços essenciais e da redução do número de serviços que podem ser cobrados, o CMN determinou que os reajustes não podem acontecer em intervalos menores que seis meses. As novas regras entram em vigor no dia 30 de Abril de 2008.

Apesar de a regulamentação atender a anseios antigos da sociedade e de estar em discussão há meses, muitos analistas julgam que as mudanças terão pouco efeito prático e que as alterações não foram tão profundas quanto o necessário.

Leia mais:


Semana de otimismo! Ibovespa fecha em alta por oito pregões seguidos e bate recorde!

Ontem o Ibovespa operou praticamente o dia todo em elevação e fechou na máxima do dia: 65.790,8 pontos; alta de 1,33% e 43º recorde histórico no ano. Com este resultado a bolsa apresenta ganhos de 4,42% em dezembro e 47,93% no acumulado do ano. Em oito pregões a bolsa subiu 11,38%. A alta se deu graças ao anúncio do Departamento de Moradias dos EUA anunciar o congelamento dos juros para as hipotecas subprime.

Entretanto na sexta-feira, apesar do anúncio de descoberta de petróleo leve pela Petrobrás, a bolsa operou no vermelho depois de forte alta no início do pregão. Às 11h11 o Ibovespa atingiu 66.528 pontos e depois recuou para fechar em 65.639 pontos, perda de 0,23%.

Leia mais:


Petrobrás descobre óleo leve e gás na Bacia do Espírito Santo

Um mês após a divulgação da descoberta do poço de Tupi, a Petrobrás veio a público anunciar a descoberta de gás natural e óleo leve ao norte do campo de Camarupim, na bacia do Espírito Santo. Segundo a estatal, a descoberta confirma o grande potencial dessa bacia e deve colaborar para o aumento dos volumes recuperáveis (que podem ser extraídos) nessa área, que já responde por parte substancial dos projetos de produção do Plano de Antecipação da Produção de Gás.

Para analistas a divulgação é positiva, mesmo sem maiores informações acerca da descoberta. As ações preferenciais da Petrobrás (PETR4) subiram fortemente – para mais de R$ 84,00 – no início do pregão, contribuindo para que o Ibovespa superasse os 66 mil pontos. Após o meio-dia, entretanto, as cotações caíram a valorizações mais modestas chegando a operar com desvalorização às 16h30.

Leia mais:

—–
Arthur Gouveia é Consultor de Empresas especializado em Gestão e Estatística. Conheceu o Dinheirama e, desde então, aplica as dicas dos editores e comentaristas em seu cotidiano, buscando aumentar seu patrimônio líquido. Atualmente edita a seção de Notícias e é editor responsável pelas dicas e opiniões de nossos leitores.

Crédito da foto para Marcio Eugenio.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.