No início de 2008, dei início à minha carreira no mercado. Ser trader de bolsa de valores é algo muito desafiador, pois todos os dias o mercado testa nossa disciplina, nossa ambição, nossos medos e anseios.

Na verdade, operar no mercado não deixa de ser uma busca eterna de autoconhecimento. Nossa vida como trader muitas vezes reflete nossa vida pessoal, porém o nosso sucesso como profissionais em outras áreas nem sempre é o mesmo no mercado.

Nós não podemos descontar em nosso dia a dia de trabalho nossas frustrações pessoais, afinal de contas o mercado não costuma perdoar os que não estão preparados. Todos os dias, quando acordo e vou em direção ao trabalho (eu deixei de trabalhar de casa há algum tempo), minha mente está focada como devo agir e no que quero buscar.

É importante nos acostumarmos a ganhar, criando o hábito de vencer. Hoje em dia o mercado é muito alavancado e com pouco dinheiro nós podemos aumentar muito o capital, mas também podemos entrar em um “buraco” cujo fundo muitas vezes nós não conseguimos nem enxergar.

Há três anos atuo em uma sala onde traders profissionais e iniciantes buscam todos os dias ganhar dinheiro nos mercados de ações, câmbio e juros. Embora essa não seja uma tarefa fácil, entendo que muitos conseguem e alguns têm dificuldade.

Material recomendado: Aprenda a investir em ações (kit de estudos)

Acredito que a disciplina é nossa maior parceira, pois sem ela nós não respeitamos nossos limites, sejam eles de perda ou até mesmo de ganho. Saber a hora de parar, o momento de atuar, “tirar o pé do acelerador” (diminuir o lote ou até mesmo ficar de fora) e aumentar a mão quando você tem gordura para queimar e vê uma boa oportunidade, são detalhes que fazem toda diferença.

Às vezes um erro custa um dia, ou até mesmo uma semana. O stop acaba se tornando nosso melhor amigo! No entanto, é necessário saber o ponto de “stopar”, uma sequência negativa pode dilacerar sua conta financeira.

Atualmente tenho algumas regras que controlam meu risco como: ter um limite de perda, uma meta de ganho, um objetivo semanal e outro mensal e um tamanho de exposição em que eu consiga assumir a perda quando o mercado me mostra onde me equivoquei.

A regra aqui é uma só: não adianta nada operar com lotes maiores se na operação que der errado não “stopar” no ponto correto.

Posso afirmar que o melhor stop é sempre o primeiro, pois é o mais barato. Sair rápido quando foi um erro entrar na operação e alongar um pouco quando nós acertamos a entrada faz muita diferença no resultado final.

Ao longo desses 8 anos de mercado, aprendi que se nós não formos humildes, nós certamente iremos perder dinheiro. Ao longo do dia trabalhamos para ganhar dinheiro em cima das mentes mais afiadas do mundo, com o melhor equipamento e o melhor preparo. Pessoas realmente preparadas para exercer sua profissão estão “do outro lado da tela”.

São vários os fatores que podem nos levar ao sucesso ou até mesmo à falência. O trader tem que estar preparado para qualquer tipo de condição que o mercado lhe oferecer, seja o cenário de baixa, queda ou lateral. Todos os dias o mercado é diferente!

Operar no mercado é algo árduo e complexo, mas também muito prazeroso. Posso dizer que me atualizo constantemente e tenho uma estratégia, um plano, que é diferente do seu, diferente do plano dos analistas e diferente do que eu fazia no passado. Esse plano é meu e se altera em alguns momentos em função das mudanças do mercado, basicamente com 3 pilares: gerenciamento de risco, estratégia e emocional.

  • Quanto tenho?
  • Quanto estou disposto a arriscar?
  • Em que momento vou parar de operar?
  • Que indicadores irei utilizar?
  • Que tipo de análise farei?
  • O que vou operar?
  • O que quero do mercado?
  • Qual o meu histórico operacional?
  • Eu sempre procuro saber a resposta para essas perguntas.

Leitura recomendadaConheça a série inédita: Vencendo na Bolsa, com Leandro Martins

Quanto mais frios atuarmos, melhor serão nossos resultados. Quanto menos nós operarmos, quanto menos estivermos expostos ao risco, mais chances temos de vencer no longo prazo. Ou seja, posso considerar que na maioria das vezes menos é mais. O aumento de capital precisa ser gradual: antes de trabalhar com 10 lotes, eu me tornei ganhador com 1.

Atualmente foco no método Tape Reading, técnica essa baseada na leitura do fluxo das ordens. No entanto, por muitos anos utilizei Análise Técnica como base para minhas operações. Os dois tipos de análise têm muito sentido, mas você precisa realmente dominar o tema.

Enquanto você estiver estudando, sugiro operar com pouquíssimos contratos, realizando simulações. Recomendo também ouvir analistas e traders experientes até você desenvolver a sua melhor maneira de trabalhar.

Particularmente, eu me desenvolvi a partir dos livros de um trader muito famoso chamado Alexander Elder, e o ponto em que mais me ajudou realmente foi na questão emocional, afinal ele além de trader é psiquiatra.

Entender que o segredo não está na técnica e sim no gerenciamento de risco e no controle emocional é o primeiro passo para parar de perder. Muitos colegas me agradecem, pois dizem que por me ouvirem todos os dias conseguiram “girar a chave”, porém infelizmente outros tantos dizem que não conseguem lidar com as perdas.

Falar sobre minha profissão é algo que me instiga muito. O mercado traz uma adrenalina semelhante aos esportes radicais e quem não gosta de risco, do frio na barriga, com certeza está no lugar errado.

O meu objetivo com este texto foi mostrar para você, leitor interessado no tema, que é possível viver de mercado no Brasil. O sucesso, porém, é algo que demanda tempo, estudo, autoconhecimento, paciência e disciplina, como acontece em todas as outras profissões.

Ao longo da semana falo sobre todos esses aspectos na sala de trades (ao vivo) em que sou moderador durante todo pregão. Portanto, fica aqui registrado o convite para vocês conhecerem minha forma de encarar o mercado, todos os dias das 9 às 18 horas dentro da área logada no site da Corretora Rico.com.vc (você pode abrir sua conta gratuitamente).

Espero que a leitura colabore um pouco com a sua evolução como trader. Conte comigo! Obrigado, bons negócios e até a próxima!

Leitura recomendadaBolsa de Valores: vale a pena investir em empresas que pagam dividendos?

Foto “trader screen”, Shutterstock.

Márcio Francisco Flores Monteiro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários