Afinal, o que é qualidade de vida?A pergunta do título é tão simples que chega a ser difícil de ser respondida. Aposto que você já se deparou com alguma conversa em que a pergunta “O que é qualidade de vida?” pipocou como um tapa na cara de alguém. Como medir algo que é subjetivo, pessoal e cercado de pontos impossíveis de medirmos?

Muita gente sente-se confortável ao responder esta pergunta, especialmente aqueles que confundem qualidade de vida com extrato bancário e/ou com ter muita coisa. Confesso que para mim a pergunta é assustadora porque envolve muito mais questões associadas ao SER que ao TER.

Pois é, meu amigo Juliano Marlous, jovem empreendedor que mantém o excelente blog “Papo Empreendedorismo”, resolveu me fazer esta difícil pergunta em um vídeo. Eu poderia falar sobre o tema por horas, mas o desafio era definir qualidade de vida em cerca de 10 minutos. O desafio foi aceito, é claro.

Usei a minha história e os valores e princípios que norteiam minhas decisões. Valorizo muito a liberdade, a oportunidade de aprender e o convívio com pessoas empreendedoras, realmente engajadas com melhorias na sociedade e conscientes de seu papel dentro do contexto maior de cidadania.

Gravamos nossa conversa de forma descontraída e com foco no aprendizado e compartilhamento de experiências. Será ótimo se você puder assistir e deixar suas opiniões no espaço de comentários.

Assista ao vídeo:

Participe da construção de um conceito mais pessoal de qualidade de vida. Deixe sua opinião e espalhe o vídeo. Valeu e até a próxima.

Foto de freedigitalphotos.net.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários