Home Agronegócio Agro “ganhou pressão”, diz Alckmin após maior alta em 10 anos

Agro “ganhou pressão”, diz Alckmin após maior alta em 10 anos

Dados da FGV Agro mostram que, em abril de 2024, a produção agroindustrial registrou uma expansão de 12,1% frente ao mesmo mês de 2023

por Agência Brasil
3 min leitura
Agronegócio 4 Gado Boi
(Imagem: Gustavo Kahil/ Dinheirama)

O vice-presidente Geraldo Alckmin comemorou neste sábado (22) dados divulgados pelo Centro de Estudos do Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV Agro) sobre o mês de abril.

“A agroindústria brasileira teve o melhor mês de abril em dez anos e o melhor quadrimestre desde 2018”, escreveu, em seu perfil na rede social X.

No tuíte, Alckmin destacou ainda que alimentos e bebidas tiveram o maior crescimento de toda a série histórica: 13,2%, enquanto os biocombustíveis registraram aumento de 27,4% e os produtos têxteis, aumento de 14,5%.

“Fortalecer a nossa agroindústria é compromisso do presidente Lula, pois significa agregar valor aos nossos produtos, gerando emprego e renda, e reduzir a insegurança alimentar”, escreveu o vice-presidente.

Agro em disparada

Dados da FGV Agro mostram que, em abril de 2024, a produção agroindustrial registrou uma expansão de 12,1% frente ao mesmo mês de 2023, correspondendo ao maior crescimento para abril desde 2013.

“Ao contrário do que ocorreu em março, o número de dias úteis de abril foi maior em 2024 do que em 2023 – isso, certamente, contribuiu para o resultado positivo do mês”, avaliou a entidade.

Em comparação a março de 2024, a agroindústria também apresentou expansão, de 0,8%, já considerando os ajustes sazonais. Com isso, até abril de 2024, a produção agroindustrial acumula uma alta de 4,1% frente ao mesmo período de 2023 e o melhor primeiro quadrimestre para a agroindústria desde 2018.

Na comparação interanual (abril/2024 frente abril/2023), a expansão da Agroindústria foi derivada tanto do crescimento do segmento de Produtos Alimentícios e Bebidas quanto de Produtos Não-Alimentícios, já que ambos apresentaram taxas de expansão bem significativas (respectivamente, 13,2% e 10,7%).

Vale ressaltar que, dentro desses segmentos, houve expansão quase que generalizada, sendo que a única exceção foi o setor de Insumos Agropecuários, que contraiu 0,9%, no mesmo período.

Veja dos dados

Agroindustria202404_atualiz… by gustavo.kahil

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.