Caro Leitor, se eu fosse você eu levaria esta mensagem bem a sério. Por que? Porque estamos agora caminhando para a metade do terceiro trimestre de 2014.

Os seus projetos financeiros estão em dia?

Os seus planos estão em andamento?

Em dezembro você vai comemorar um ano memorável?

Se não, o que você está esperando? Ainda é tempo de fazer um ano melhor, optando por levar a educação financeira a um nível mais próximo e ativo, deixando a postura de esperar e tomar a decisão de investir não só para o curto prazo mas para sempre.

O fato: é irresponsável começar o dia, a semana, o mês ou o trimestre desfocado, despreparado e descomprometido. Essa lição é fundamental e o discurso de que “amanhã posso mudar tudo” nada mais é do que uma grande desculpa.

Mesmo assim, infelizmente esta é a dura realidade para muitas pessoas, que ainda não perceberam isso.

O Cartas da Iguatemi estende a mão a quem quer dar um basta. Para começar, recomendo sinceramente a leitura de nosso conteúdo gratuito. No relatório de março do Cartas da Iguatemi (clique aqui para ler) ensinamos uma maneira prática e eficiente para quem quer economizar e guardar dinheiro, no fundo sempre vai depender de você!

Depois, no relatório de abril (clique aqui para ler), lançamos quatro recomendações para lhe ajudar a conquistar um aumento de salário de 10% no ano que vem.

Mais recentemente, no relatório de maio (clique aqui para ler), apresentamos dicas de preservação do poder de compra diante das garras da inflação.

É um belo ponto de partida, não importa se você ganha um ou 20 salários mínimos – sempre vai depender da forma como você lida com seu dinheiro.

Teremos novidades em breve e certamente conto com vocês para construirmos mais uma história de sucesso. Obrigado por acompanhar nosso trabalho e valorizar a educação financeira. Até a próxima.

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto “Rushing in the office”, Shutterstock.

Conrado Mazzoni
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários