“É dando que se recebe”, certo? Eu acredito que sim. Mas, veja que há uma tênue diferença para outra frase, “dar para receber”. O primeiro faz apenas pelo ato de ajudar e, eventualmente, as coisas voltam. O segundo faz na expectativa de receber algo em troca; e nós já conversamos sobre expectativas, certo?

Infelizmente, a maioria absoluta das pessoas faz sempre esperando receber algo em retorno. Eu digo o seguinte: ao fazer qualquer coisa por alguém, não espere nem “obrigado”. Lembre-se: a expectativa é sua e ninguém é obrigado a atendê-la.

Se estiver dando um presente, a mesma regra se aplica; convidar alguém para uma festa não implica que você será convidado para festa dessa pessoa; e assim por diante, acho que você já entendeu, certo?

Os gestos de generosidade precisam ser autênticos, do contrário, trarão consigo grande frustração.

Ebook gratuito recomendadoTer uma Vida Rica Só Depende de Você

Melhor nem fazer

É preferível não fazer do que alimentar expectativas de retorno. Se não há maturidade para tal, o dano é menor para todos se, simplesmente, nada acontecer.

Parece egoísta, eu sei, mas é a sabedoria milenar que diz “ama o próximo como a ti mesmo”; isso quer dizer que você deve se amar primeiro. Ou você já viu uma pessoa acamada ajudar uma que está de pé? Então, não tem problema se, durante o processo, você decidir deixar o falso altruísmo de lado para evitar expectativas nocivas a sua saúde, certo?

Conclusão

Uma vida equilibrada requer sacrifícios. Escolhas implicam renúncias e precisamos estar preparados para elas. Muitas vezes teremos que renunciar ao “socialmente aceito” em prol de nossa saúde. Claro, se quisermos viver bem com nossos próprios sentimentos.

O ato de doar já subentende que não há contrapartida, nem desconto no Imposto de Renda. Doadores autênticos fazem por prazer, não para ter uma rua com seu nome. E, fazer apenas para sair bem na foto, não é generosidade, é hipocrisia.

Chegou a hora de abrir a mão do “politicamente correto” para fazer o “mentalmente satisfatório”. Cuide de você e, quem sabe, um dia você conseguirá fazer pelos outros sem esperar que façam nada por você. Um abraço e nos vemos logo mais!

Vídeo gratuito recomendado6 Ferramentas simples e eficientes para melhorar sua vida financeira 

Renato De Vuono
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários