Home Economia e Política Alemanha deve dobrar ajuda militar à Ucrânia com plano de Scholz, diz fonte

Alemanha deve dobrar ajuda militar à Ucrânia com plano de Scholz, diz fonte

Um porta-voz do Ministério da Defesa da Alemanha disse que o comitê do Bundestag ainda não concluiu as negociações e não quis fazer mais comentários.

por Reuters
0 comentário

A coalizão governamental do chanceler alemão Olaf Scholz concordou, em princípio, em dobrar a ajuda militar do país para a Ucrânia no próximo ano para 8 bilhões de euros, disse uma fonte política em Berlim neste domingo.

Se aprovado pelo Parlamento, onde os partidos de Scholz detêm a maioria, o aumento elevaria os gastos com defesa da Alemanha para 2,1% de sua meta de Produto Interno Bruto, além dos 2% prometidos por todos os membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte, acrescentou a fonte.

Parlamentares dos Social Democratas, os Democratas Livres e o partido Verde concordaram com o aumento nas negociações sobre o orçamento federal proposto para 2024 antes de uma reunião formal do comitê orçamentário do Bundestag – ou câmara baixa do Parlamento – na quinta-feira, 16 de novembro, disse a fonte.

A Bloomberg News divulgou a notícia pela primeira vez no sábado, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

Um porta-voz do Ministério da Defesa da Alemanha disse que o comitê do Bundestag ainda não concluiu as negociações e não quis fazer mais comentários.

O jornal Bild am Sonntag da Alemanha também disse que o comitê deve aprovar os 4 bilhões de euros adicionais.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.