Home Comprar ou Vender Aliexpress “tem no Magalu”: acordo vai salvar a Magazine Luiza?

Aliexpress “tem no Magalu”: acordo vai salvar a Magazine Luiza?

An√ļncio √© visto como positivo para os analistas, mas n√£o como um "game changer" para o cen√°rio de forte concorr√™ncia

por Gustavo Kahil
0 coment√°rio
Magazine Luiza
(Imagem: Reprodução/ Youtube do Magazine Luiza)

As a√ß√Ķes do Magazine Luiza (MGLU3) decolaram acima de 12% nesta segunda-feira (24), ap√≥s o an√ļncio de um acordo com a chinesa Aliexpress para a listagem e venda de seus produtos em ambas as plataformas.

Aliexpress, do Alibaba, venderá como seller do marketplace do Magazine Luiza (3P), enquanto a companhia brasileira oferecerá produtos do seu estoque próprio na plataforma brasileira do Aliexpress.

Conforme o comunicado, o Aliexpress oferecerá itens da sua linha Choice, um serviço de compras premium, incluindo produtos com o melhor custo-benefício e velocidade de entrega.

‚ÄúOs pedidos realizados no Magalu ser√£o importados por meio do programa Remessa Conforme, impulsionando a opera√ß√£o cross border da companhia‚ÄĚ, afirmou a empresa brasileira.

A√ß√Ķes do Magazine Luiza

Para a Ativa Investimentos, a parceria é positiva, podendo ampliar o 1P do Magalu, além de melhorar o sortimento da companhia.

“Por√©m, n√£o acreditamos que apenas isto resolva a competitividade do Magalu com players como Mercado Livre e Amazon, ainda tendo um caminho para se provar competitivo. Seguimos neutros em nossa recomenda√ß√£o”, alerta a corretora. O pre√ßo-alvo √© de R$ 17,40.

A XP tamb√©m v√™ o an√ļncio de uma maneira ben√©fica, pois expande rapidamente o alcance da empresa nas categorias cross-border de cauda longa – produtos mais espec√≠ficos, por√©m com menos demanda -, enquanto abre um novo canal de vendas, “embora em nossa vis√£o este seja limitado, dado o posicionamento do AliExpress”.

A recomenda√ß√£o tamb√©m foi mantida em neutra por “um cen√°rio macro ainda dif√≠cil”.

“Fizemos uma r√°pida verifica√ß√£o de pre√ßos em uma amostra limitada de SKUs e chegamos √† conclus√£o de que as ofertas de cauda longa do AliExpress s√£o de fato mais atraentes do que as da MGLU, com pre√ßos m√©dios 10% mais baixos, j√° considerando os custos de frete e o imposto de importa√ß√£o”, ressaltam Danniela Eiger, Gustavo Senday e Laryssa Sumer.

Concorrência de plataformas

Por outro lado, o an√ļncio tamb√©m sinaliza que o cen√°rio competitivo e as perspectivas de crescimento dos marketplaces estrangeiros est√£o mais desafiadores no pa√≠s.

A XP lembra que a consolidação é um movimento para lidar com o imposto de importação recentemente aprovado e a chegada de Temu.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.