Análise Gráfica - Suportes e Resistências (2)A Análise Gráfica, também conhecida como análise técnica, consiste no estudo dos preços e dos volumes negociados por uma dada ação. Todas as informações pertinentes para o estudo das ações estão representadas nos gráficos, na medida em que este traduz o comportamento de todos os agentes presentes no mercado, sejam os fundamentalistas, os insiders (que possuem informações privilegiadas), os grafistas ou mesmo os investidores[bb] amadores – que compram e vendem sem critérios fundamentados.

No primeiro texto desta série, intitulado “Análise Gráfica – Investindo em ações com inteligência”, escrevi sobre a Análise Gráfica e suas características fundamentais. O tema deste artigo refere-se a uma das mais básicas matérias estudadas pela análise gráfica, mas que reflete muito bem a psicologia do investidor. Os níveis de Suporte e Resistência são preços onde ocorrem reversões na tendência da ação, mas que, se rompidos, impulsionam a ação em um grande movimento.

Os níveis de suporte e resistência são extremamente importantes na análise gráfica: são níveis onde geralmente ocorrem reversões, pois servem como barreiras psicológicas onde ocorrem uma maior concentração de ordens de venda (resistência) e de ordens de compra (suporte).

Veja um exemplo de resistência:

Exemplo de Resistência - Análise Gráfica

O rompimento do suporte ou resistência fomenta um abrupto movimento de impulsão. Isso ocorre devido a dois principais fatores: 1) ausência de ordens de venda após o nível de resistência e de ordens de compra após o nível de suporte; e 2) presença de ordens de compra após o nível de resistência (stop dos vendidos a descoberto) e de ordens de venda após o nível de suporte (stop dos comprados). Veja mais um exemplo:

Exemplo de Resistência e Suporte - Análise Gráfica

Após ultrapassados, os níveis de suporte e resistência passam a exercer influência oposta nos preços das ações[bb]. Ou seja, um suporte vira resistência e uma resistência se torna um suporte.

Exemplo de Resistência e Suporte - Análise Gráfica

Em nosso próximo artigo seguiremos na introdução dos conceitos mais fundamentais da Análise Gráfica e focaremos na apresentação do Candlestick, conhecido também como gráfico de velas. Ao final da parte conceitual teremos também exemplos reais e comentários (análises) sobre determinados ativos. Por enquanto, vamos aprender o básico. Até a próxima!

——
Leandro Martins é economista com MBA em finanças pela USP e FIPE e com mestrado em economia na Universidade de Grenoble (França). Profissional de Investimento certificado com o CNPI registrado pela CVM, fundador do site www.seuconsultorfinanceiro.com.br e autor do livro “Aprenda a Investir – Saiba Onde e Como Aplicar Seu Dinheiro” (Editora Atlas).

Crédito da foto para stock.xchng.

Leandro Martins
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários