Home Empresas Após crescer com 10 aquisições, Desktop é alvo da Vivo

Após crescer com 10 aquisições, Desktop é alvo da Vivo

As ações da empresa encerraram a sexta-feira em alta de mais de 16%, cotadas a 15,87 reais, após a divulgação da possível negociação

por Reuters
0 comentário

A operadora de banda larga Desktop (DESK3) afirmou nesta sexta-feira (24) que não “definiu a realização” de qualquer potencial transação após ser questionada pela Comissão de Valores Mobiliários sobre notícia envolvendo interesse da rival maior Telefônica Brasil (VIVT3), dona da Vivo.

“Esclarece-se que a companhia não definiu a realização, nem termos e condições de quaisquer potenciais operações”, afirmou a empresa em fato relevante que responde a questionamentos da CVM sobre notícia do site Neofeed nesta sexta-feira que afirmou que a Telefônica Brasil estava negociando a compra da companhia.

As ações da Desktop encerraram o dia em alta de mais de 16%, cotadas a 15,87 reais. Os papéis da Telefônica Brasil fecharam o pregão em estabilidade. A Desktop afirma ter presença em 180 cidades do Estado de São Paulo com 1 milhão de clientes ativos.

A empresa encerrou o primeiro trimestre com resultado operacional de 138 milhões de reais, crescimento de 25% sobre o desempenho de um ano antes.

Desktop
(Imagem: Youtube/ Desktop)

Aquisições

A Desktop tem crescido nos últimos anos por meio de aquisições, que já chegam a 10. Em uma apresentação para analistas realizada na semana passada, a empresa relatou que tem em sua mira o equivalente a mais 1,5 milhões de acessos potenciais por futuras operações em Minas Gerais (500 mil), São Paulo (700 mil) e Paraná (300 mil).

Veja o comunicado da Desktop

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.