Home Empresas Apple diz que agências estão preocupadas com instalação de apps no iPhone a partir de fontes externas

Apple diz que agências estão preocupadas com instalação de apps no iPhone a partir de fontes externas

Epic Games, e a Spotify Technology, têm dito há anos que as comissões e restrições da Apple prejudicam seus negócios

por Reuters
0 comentário
A onda de atritos sino-americanos piorou nos últimos anos, à medida que Washington tenta restringir o acesso da China a tecnologias-chave

Várias agências governamentais da União Europeia e de outros lugares têm expressado preocupações sobre questões de segurança com a abertura dos iPhones e iPads da Apple (AAPL34AAPL) para e entrada de lojas de aplicativos concorrentes, medida que está sendo tomada pela companhia para cumprir as regras de tecnologia da UE, disse a Apple na sexta-feira.

Sob a Lei de Mercados Digitais (DMA), a partir de 7 de março, a Apple será obrigada a oferecer lojas de aplicativos alternativas em seus iPhones e permitir que os desenvolvedores optem por não usar seu sistema de pagamento dentro do aplicativo, que cobra taxas de até 30%.

A gigante de tecnologia dos Estados Unidos, que em 24 de janeiro detalhou as mudanças que fará para adequar sua App Store às regras da UE, disse que o “sideloading”, que consiste na instalação de aplicativos em um dispositivo móvel sem usar a loja oficial de aplicativos do sistema operacional, tem gerado preocupações tanto de agências governamentais da UE quanto de fora dela e de usuários.

Assessores e consultores de investimentos ganham R$ 15.000/mês; saiba como seguir carreira

Permitir a prática está entre as reformas que alguns parlamentares esperam que impulsionem a abertura do mercado de aplicativos.

“Essas agências especialmente aquelas que desempenham funções essenciais, como defesa, bancos e serviços de emergência entraram em contato conosco sobre essas novas mudanças”, disse a Apple em um documento de orientação.

A empresa disse que as agências queriam garantias de que seriam capazes de impedir que funcionários do governo façam “sideload” de aplicativos em iPhones comprados pelo governo e que várias disseram que planejavam bloquear o sideloading em todos os dispositivos que gerenciam.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@freepik)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@freepik)

“Uma agência governamental da UE nos informou que não tinha nem financiamento nem pessoal para revisar e aprovar aplicativos para seus dispositivos, e por isso planejava continuar confiando na Apple e na App Store porque confia em nós para examinar os aplicativos de forma abrangente”, disse a Apple.

A empresa não forneceu detalhes sobre o número de agências envolvidas e os países onde estão localizadas.

Empresas como a criadora do Fortnite, Epic Games, e a Spotify Technology, têm dito há anos que as comissões e restrições da Apple prejudicam seus negócios.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.