Você se considera leigo em algum assunto? Imaginamos que a resposta seja positiva. Ninguém consegue ser expert em tudo.

Provavelmente você é muito bom naquilo que escolheu ser. Um bom médico, uma excelente advogada, um ótimo professor… Por outro lado, existem diversas áreas que talvez você não domine. Isso é natural.

Um advogado não precisa entender de ortopedia para ser um excelente advogado. Assim como um médico não faz ideia de como uma ponte foi projetada. Porém, existe uma área que é comum a TODAS as profissões, e custa muito caro ser leigo nela.

Estamos falando de Finanças.

Você se julga um leigo em finanças? Não sabe qual o melhor destino para investir seu dinheiro? Não tem ideia de como sair de uma situação de dívida? Saiba que você não está sozinho.

Fazendo uma avaliação superficial, podemos até acreditar que ser leigo em finanças é algo inócuo, algo que não causa nenhum dano ou prejuízo. Pode até soar simpático se intitular leigo em finanças. Mas essa afirmação é totalmente incorreta e acreditar nela machuca seu bolso.

Vamos mostrar para você como sai caro não dar a devida atenção ao seu dinheiro. 

Mas antes nos responda:

  • Você também se considera um leigo em finanças?
  • Você acredita que pode fazer mais com o seu dinheiro?

Se você respondeu SIM, então nos diga:

  • Você quer permanecer nessa condição ou mudar sua relação com o dinheiro de uma vez por todas?
  • Já pensou em virar um expert em finanças?

Saiba que isso é plenamente possível e mais fácil do que você imagina. Que tal começar a falar de igual para igual com o seu gerente do banco? Que tal fazer o seu dinheiro trabalhar por você?

É justamente o objetivo que você atingirá, e queremos explicar como, mas precisamos de mais espaço para isso, então, para continuarmos essa conversa, por favor, clique aqui para ser direcionado para uma página exclusiva que criamos para isso.

Nota: Esta coluna é mantida pelo Criando Riqueza, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Criando Riqueza
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários