dinheirama-post-melhores-empresas-para-trabalhar-brasilA consultoria “Great Place to Work”, fez uma pesquisa com aproximadamente 1000 voluntários, perguntando as melhores empresas para se trabalhar. Foram avaliadas práticas diferenciadas de gestão de pessoas, nível de satisfação dos profissionais com o ambiente de trabalho e índice de confiança nas relações entre líderes e liderados, entre outros quesitos.

A edição de 2013 avaliou 1.095 empresas em todas as regiões do país, resultando em 130 premiadas nas categorias “Grandes empresas”, “Médias e Pequenas Multinacionais” e “Médias e Pequenas Nacionais”. Em cada uma, as empresas vencedoras foram, respectivamente: Elektro, Google Brasil e Acesso Digital.

Entre as premiadas, 82 são do Sudeste, 25 do Sul, 16 do Nordeste, 6 do Centro-Oeste e uma do Norte. Quanto ao setor, 50% são de serviços, que incluem tecnologia da informação, serviços financeiros e seguros, hotéis e restaurantes, 37% da Indústria e 13% do Comércio.

Os colaboradores que participaram da pesquisa tem entre 26 e 34 anos e possuem o segundo grau completo ou menos. Confira abaixo as empresas premiadas em todas as categorias:

Melhores empresas para trabalhar – Categoria “Grandes”

  1. Elektro
  2. Kimberly-Clark
  3. Caterpillar
  4. Sabin
  5. Gazin

Melhores empresas para trabalhar – Categoria “Médias e Pequenas Multinacionais”

  1. Google
  2. Ticket
  3. SAS
  4. Duke Energy
  5. Microsoft

Melhores empresas para trabalhar – Categoria “Médias e Pequenas Nacionais”

  1. Acesso Digital
  2. Zanzini Móveis
  3. Radix
  4. Jost
  5. Pormade

Você conhece as empresas desse ranking? Concorda com o ranking? Está feliz no seu trabalho e valoriza o que o seu emprego te traz? O que poderia melhorar? Vamos esquentar a discussão? Comente abaixo. Até mais.

Fonte: Great Place to Work | Infomoney. Foto smile, Shutterstock.

Igor Oliveira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários