Economia GeralIsmael escreveu: “Olá Navarro. Acompanho seu blog desde o início e ele tem sido de grande utilidade pra mim. Poderia falar sobre como funciona o mercado de opções, como posso usá-lo para ganhar dinheiro ou proteger meus investimentos? Obrigado”!

Ismael, obrigado pela fidelidade e apoio. Fico feliz que o conteúdo aqui disponibilizado esteja sendo útil para você. O mercado de opções é um passo muito interessante para quem quer se aventurar em novos e importantes horizontes financeiros. Nele são negociadas opções de compra ou venda de um lote de ações, cujos preços variam de acordo com seu prazo de vencimento. Vamos entender um pouco melhor isso tudo?

Como assim opção?
O preço de uma opção representa o valor que você paga por um direito de comprar ou vender um lote de ações a um preço preestabelecido. Calma. Por incrível que pareça, é simples. Vamos direto ao exemplo. Você acaba de adquirir uma opção de compra de um lote de mil ações da Petrobrás. Sua opção diz que você poderá comprar, daqui a três meses, um lote de mil ações a um preço unitário de R$ 40,00. Isso significa que quando chegar a data de vencimento você poderá optar, ou não, por exercer esse direito. Então:

  • Se as ações estiverem valendo R$ 60,00 neste dia, ótimo. Você exerce seu direito, compra por R$ 40,00 e pode vender por R$ 60,00. Excelente. No jargão financeiro, você está “dentro do dinheiro”.
  • Se as ações estiverem valendo R$ 30,00 neste dia, mal sinal. Mas como estamos falando de opção, você decide então não exercer o direito de comprar por R$ 40,00. Afinal, por que comprar por R$ 40,00 se o mercado está oferecendo a R$ 30,00? No jargão financeiro, sua opção “virou pó” e você está “fora do dinheiro”.

O mesmo raciocínio acima vale para as opções de venda. Se você tem uma opção de venda de um lote de ações a R$ 50,00 na data do vencimento, só será interessante exercer este direito se as ações estiverem valendo menos de R$ 50,00. Repare que esse direito tem um preço. Você precisa comprar uma opção, seja ela de compra ou de venda. Este valor pago é chamado de prêmio.

Preço da opção = Prêmio?
Isso mesmo. No jargão financeiro o prêmio é aquilo que você, como investidor, está disposto a desembolsar tendo em vista beneficiar suas posições e seu lucro. Este preço é negociado entre comprador e lançador, através de representantes na Bovespa. Diversas variáveis influenciam o preço da ação, como prazo de vencimento, volatilidade do ativo em negociação, preço à vista do papel etc. A Bovespa mantém um registro diário do mercado de opções (prêmio, preços de exercício, datas de vencimento etc).

Posso exercer esse direito antes da data do vencimento?
Existem dois tipos de opções. A opção no estilo americano pode ser exercida até a data do vencimento. Já a opção no estilo europeu deve ser exercida na data do vencimento. A negociação dessas opções é livre e existe um mercado para esse propósito. As operações no mercado de opções somente podem ser efetuadas por sociedade corretora autorizada pela Bovespa.

Achei uma opção PETR H18. O que isso significa?
Significa que esta é uma Opção de Compra sobre Petrobrás PN, com vencimento em agosto e preço de exercício de R$ 180,00. Que tal? As letras funcionam assim: de A até L são os meses de uma opção de compra e de M até X são os meses de uma opção de venda. Exemplificando, B é fevereiro de uma opção de compra e N é fevereiro de uma opção de venda. D é abril de uma opção de compra e P é abril de uma opção de venda.

E o lance de proteger meu investimento através de opções?
Prevendo cenários otimistas ou pessimistas, você pode comprar opções de compra e venda de ativos de forma a garantir que sua carteira permaneça com ganhos mesmo que o cenário seja diferente do ideal. Isso é o que o mercado costuma chamar de Hedge. Um excelente artigo acadêmico propõe um exemplo simples:

Pense em uma empresa importadora. Imaginemos agora que, aconselhada por especialistas, o empresário decida fazer o hedge utilizando opções. Como procederia? Bastar-lhe-ia comprar opções de compra de dólar, pagando o prêmio correspondente ao montante de moeda que pretende comprar, digamos, R$ 1,00 a cada US$1.000,00. Na data de vencimento, se lhe for conveniente, pode exercer a opção, e efetuar a compra, ou não, e comprar do mercado pelo preço do dia.

Caso inverso seria o de uma empresa exportadora, a quem a queda do dólar desinteressaria. Para esse empresário, a opção correta seria a opção de venda de dólar a um valor estabelecido. Compradas as opções, pago o prêmio, no vencimento da opção o empresário teria o direito de vender ou não os dólares ao preço acordado.

E os riscos dessa coisa toda?
Você tem o risco de errar na composição de sua carteira de opções. Pode não antever as situações desejadas para exercer seus direitos de compra e venda e então ver a maioria de suas opções virar pó. Ou seja, pagará o prêmio pelas opções e pode não exercê-las. Mas tem mais. Do site da Bovespa temos:

Quando dois investidores se comprometem em uma operação a ser realizada no futuro, os riscos são evidentes. Um dos investidores pode tentar cancelar a operação ou simplesmente pode não ser capaz de honrá-la financeiramente. Por esse motivo, todo capital aplicado em opções pode ser perdido, e o investidor (comprador) deve estar ciente desse risco. Por sua vez, o lançador de uma opção deve ter capacidade financeira para cobrir eventuais prejuízos potencialmente vultosos, bem como dispor de garantias suficientes para atender às exigências de margem.

Faça boas escolhas e terá sempre boas opções. Até a próxima.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários