Home Empresas ASML tem resultado abaixo do esperado no 1º tri

ASML tem resultado abaixo do esperado no 1º tri

As vendas dos sistemas de litografia da ASML para clientes na China representaram um recorde de 49% do total no primeiro trimestre, ou cerca de 2 bilhões de euros, disse a empresa

por Reuters
3 min leitura

A ASML, maior fornecedora de equipamentos para fabricantes de chips do mundo, divulgou nesta quarta-feira balanço de primeiro trimestre mais fraco que o esperado, embora as vendas para a China tenham se mantido apesar das restrições impostas pelos Estados Unidos.

As ações da maior empresa de tecnologia da Europa, que acumularam até a véspera alta de 34% neste ano, desabavam quase 7% às perto das 14h (horário de Brasília).

O grupo holandês está observando uma calmaria na demanda por suas máquinas mais avançadas, mas se preparando para um 2025 forte devido à demanda por aplicações de inteligência artificial e chips de memória, inclusive do principal cliente, a TSMC, que fabrica chips para Nvidia e Apple.

A ASML domina o mercado de sistemas de litografia, máquinas que podem custar centenas de milhões de euros cada e que usam feixes de luz para criar circuitos microscópicos. A empresa deve se beneficiar das novas fábricas de chips planejadas com o apoio dos governos de Taiwan, Coreia do Sul, Japão e Estados Unidos.

As novas encomendas registradas no primeiro trimestre somaram 3,6 bilhões de euros, bem abaixo dos 5,4 bilhões previstos por analistas consultados pela Reuters.

Analistas e investidores afirmam que as muitas fábricas de microprocessadores que estão sendo construídas globalmente precisarão de equipamentos da ASML, acrescentando que seria um problema se os novos pedidos de máquinas não chegassem até o final deste ano.

“Embora seja decepcionante, não devemos dar muita importância ao fato de que a entrada de pedidos é notoriamente irregular”, disse Marc Hesselink, analista do ING.

Atualmente, a ASML também obtém cerca de 25% do resultado com serviços, manutenção e atualizações de sua crescente base instalada de equipamentos.

Restrições para China

O governo dos EUA tem procurado enfraquecer a capacidade da China de fabricar seus próprios chips, restringindo as exportações de equipamentos avançados de fabricação. A China, por sua vez, está realizando um programa de vários anos para reduzir sua dependência de chips importados.

O resultado foi que os fabricantes de chips chineses estão se aglomerando para comprar equipamentos mais antigos da ASML que não enfrentam restrições de exportação, necessários para fabricar chips que vão desde geladeiras e automóveis até brinquedos e smartphones.

As vendas dos sistemas de litografia da ASML para clientes na China representaram um recorde de 49% do total no primeiro trimestre, ou cerca de 2 bilhões de euros, disse a empresa.

Em 2023, a China representava 29% das vendas da ASML, em parte porque os clientes de lá compraram os equipamentos de médio porte da empresa antes que as novas restrições à exportação entrassem em vigor em 1º de janeiro destea ano.

De 2020 a 2023, a China foi o terceiro mercado da ASML, depois de Taiwan e Coreia do Sul, e à frente dos Estados Unidos.

O lucro líquido da ASML no primeiro trimestre foi de 1,22 bilhão de euros, abaixo dos 2,05 bilhões do quarto trimestre de 2023. O faturamento somou 5,29 bilhões de euros, abaixo dos 7,24 bilhões na mesma comparação.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.