Está faltando autoconfiança por aí? Então talvez esteja na hora de rever alguns hábitos e ações na sua vida. Outro dia um querido amigo me apresentou ao trabalho de uma coach chamada Mel Robbins, e preciso dizer que gostei muito, tanto que decidi compartilhar alguns dos preciosos ensinamentos dela com os leitores do Dinheirama.

Entenda que é normal nos sentirmos aflitos, ansiosos e com medo em alguns momentos, especialmente quando estivermos lidando com situações novas.

Também é normal seguirmos com a “manada” quanto estamos um pouco perdidos com relação aos nossos sentimentos e desejos. Estes sentimentos sempre vão existir! Mas o que fazemos a partir daí é nossa responsabilidade, e muitas vezes requer um auto-empurrão e maior atenção ao que queremos e pensamos.

Separei 5 hábitos indicados por Mel Robbins que ajudam na construção da autoconfiança. Vamos lá?

1 – Deixe o celular fora do quarto – Você deve estar pensando: mas o que isso tem a ver com autoconfiança? Pois bem, aqui estamos falando de atenção plena, de obtermos o controle de nossas próprias vidas, e é impossível fazer isso quando até na hora do sono cultivamos o hábito de dar aquela olhadinha no celular. A Mel explica que quando o celular está ao lado da nossa cama, à nossa disposição, não são nossos sonhos e prioridades que estão lá, mas os de todos os outros que aparecem na tela. Somos contaminados o tempo inteiro sem nos darmos conta! E o pior, reflita, é que em média 33% das pessoas tendem a dar aquela checadinha no e-mail no meio da noite, algo tão grave quanto a média de 200 olhadas no celular que costumamos dar por dia. Como tratar a ansiedade e ter o controle da própria vida com isso? Difícil não? Portanto, tire o celular do quarto (ao pelo menos do lado da cama) na hora de dormir.

2 – Desligue o modo “Soneca” – Se já é hora de acordar, então conte até 5 e acorde. Quando enrolamos demais e usamos aqueles 15 minutinhos extra do modo Soneca para dormir mais um pouco, na verdade estamos começando um novo ciclo de sono, só que de apenas 15 minutos! Na prática, colocamos o nosso organismo em um estado que vai impactar os processos durante o dia. É melhor acordar e já partir para uma boa ducha.

3 – Dar-se 30 minutos de presente pela manhã – As duas primeiras horas do dia são as mais importantes para o cérebro, por isso é preciso usá-las com sabedoria. No lugar de acordar e ir direto para o celular, que tal parar, respirar, fazer um planejamento para seu dia que considere as suas prioridades? Separe 30 minutos pela manhã, antes de começar a correria, e mentalize coisas positivas e que tenham sentido para você.

4 – Estar sempre um passo à frente – Quando estou em fases meio complicadas ou nas quais não sei bem onde estou pisando, gosto de dizer para mim mesma: “Um passo por vez, um dia por vez”. Digo isso para meus amigos também, e parece que isso acalma e nos ajuda a colocar a concentração naquilo que importa, ou seja, o hoje, o momento presente. A Mel ressalta a importância de darmos um passo para a melhoria por dia. E como fazer isso? Ela dá algumas sugestões:

  • Identifique um projeto no qual você queira trabalhar hoje, apenas um e pode ser desde a dieta que você gostaria de começar à leitura que quer finalizar.
  • Reflita: “Este projeto importa para mim porque…”
  • Pense: “Um passo que vou realizar para conseguir tocar esse projeto é …”

Finalmente, para ter um dia proveitoso, seja grato por algo que você já tem e pare de trabalhar em algo que não faça mais sentido.

5 – Saber quando é hora de parar – Estabelecer limites, saber a hora de parar, também é um hábito importante que temos que começar a colocar em prática segundo Mel Robbins. Isso porque muitas vezes nos obrigamos a seguir com coisas que não fazem sentido, trabalhamos até ficarmos esgotados, não nos damos tempo para o descanso necessário, e tudo isso prejudica enormemente nossa autoconfiança. Afinal, por que precisamos continuar quando é hora de parar?

Quem nos obriga a agir assim? Saibamos, portanto, estabelecer limites necessários à nossa sanidade mental e saúde física. Somente dessa forma teremos a confiança necessária para dar o melhor de nós em outros momentos! Boa sorte e vamos juntos!

Janaína Gimael
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários