A advogada e professora Janaína Paschoal (PSL) é a deputada mais votada na história do país.

Na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo, a candidata recebeu 2.031.829 votos (98,25% das urnas apuradas) e superou o recorde histórico para o legislativo estadual e federal.

Janaína recusou o convite de Jair Bolsonaro para ser candidata a vice-presidente.

Leia também: Euforia com Bolsonaro faz bolsa disparar e dólar cair

Mais votos que filho de Bolsonaro

Janaína também obteve mais votos que Eduardo Bolsonaro (PSL), deputado federal eleito por São Paulo, que atingiu 1.814.443 votos (com 98,25% das urnas apuradas).

O recorde anterior de um deputado estadual era de Fernando Capez (PSDB), reeleito em 2014 com 306.268 votos. Nesta eleição, Janaína teve quase sete vezes mais votos do que o tucano conseguiu na última votação.

A candidata do PSL também teve mais votos do que 10 dos 13 governadores eleitos no primeiro turno. Ela conseguiu mais votos, por exemplo, do que Paulo Câmara, reeleito em Pernambuco com 1.918.219 votos.

A deputada eleita também teve mais votos que os candidatos à Presidência Daciolo (Patriota), Henrique Meirelles (MDB), Marina Silva (Rede), Alvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU), Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL).

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários