Os bancos privados brasileiros seguem cautelosos na concessão de novos empréstimos. Eles enfrentam desafios para continuar a crescer enquanto a economia brasileira encolhe.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o cenário é de inadimplência elevada com novos calotes à vista. Especialmente no segmento de grandes empresas, como a Oi. Assim, as instituições passaram a trabalhar com projeção de queda nas concessões de crédito neste ano.

A redução nos empréstimos e a dificuldade de aumentar ainda mais os juros cobrados nas operações, limitam o lucro das instituições.

Após divulgar retração de 9% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2015, o Itaú Unibanco (maior banco privado do país) revisou suas projeções de crescimento para 2016. A carteira de crédito deve encolher entre 6% e 11%. A projeção anterior era de crescimento de até 3%.

Petrobras consegue vitória na justiça americana

A justiça dos Estados Unidos suspendeu por tempo indeterminado o julgamento da ação coletiva contra a Petrobrás. O processo foi impetrado pelos acionistas, em função dos prejuízos provocados pela corrupção revelada na Operação Lava Jato. A suspensão foi determinada pela Corte de Apelação após recursos movido pela própria estatal. A decisão suspende também outras 27 ações individuais movidas por investidores contra a petroleira. Somente a ação coletiva, que tramita desde 2014, requer ressarcimento de até US$ 10 bilhões da estatal.

A Petrobrás questiona desde fevereiro a validade da certificação do processo na primeira instância. A empresa questionava os critérios para a abertura de uma ação coletiva por ressarcimento. Também o período considerado no processo – para investidores que compraram ações da estatal entre 2010 e 2015.

Ebook gratuito recomendado: Invista sem medo em títulos públicos

Relator da voto favorável à julgamento do impeachment

O senador Antonio Anastasia (PSDB), relator do processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff na comissão especial do Senado, acolheu nesta terça-feira (2), as denúncias da acusação. Ele considerou em seu relatório, que a presidente afastada cometeu crime de responsabilidade. Isso, segundo o relatório, se deu ao editar três decretos de crédito suplementares sem autorização do Congresso Nacional. Também ao realizar operações de crédito com o Banco do Brasil relativas ao Plano Safra, as chamadas pedaladas fiscais.

No parecer, Anastasia acusa Dilma Rousseff e sua administração de “atentado à Constituição”, defendendo a continuidade do processo que pode afastar, definitivamente, a petista da Presidência da República.

“Instaurou-se um vale-tudo orçamentário e fiscal que trouxe sérias consequências negativas para o País”, argumenta Anastasia na conclusão de seu parecer. O relator defende ainda que o processo não trata dos índices de impopularidade ou rejeição pública da presidente, tampouco de uma revisão biográfica da presidente, mas tão somente das questões técnicas fiscais.

Mercado Financeiro

O mercado financeiro acompanha com atenção o desgaste do governo na votação do projeto de lei complementar (PL 257/16) que trata da renegociação das dívidas dos Estados com a União. A votação do projeto foi adiada para próxima semana e o novo texto acatado pelo relator da Proposta, senador Espiridião Amim (PP) retirou algumas contrapartidas exigidas pelo governo.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, opera as 11h40 em alta de +0,25%, com 56.303 pontos. Enquanto o dólar sobe +0,56%, negociado a R$ 3,28.

 

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários